sexta-feira, 30 de maio de 2008

A PRIMEIRA DE QUATRO "DIESEL WALLS"

Em Março passado, divulgámos a 5ª edição do Diesel Wall, o concurso de arte que oferece aos criativos de todo o mundo a oportunidade de renovarem a paisagem urbana, apresentando as suas obras em grandes paredes de edifícios localizados nas mais importantes cidades do mundo.

Agora, anunciamos o vencedor da primeira parede, na cidade de Zurique. O prémio foi atribuído a Andreas Marti, cuja curiosa obra, “Bag Bellows Break”, poderá ser contemplada até Maio de 2009 na parede de um edifício com vista para o estádio de futebol Letzigrund.

O júri suíço - constituído por Wilbert Das, director criativo da Diesel, e importantes nomes da arte e do design - votou unanimemente em Andreas Marti, admirando a simplicidade do seu projecto, que ficciona um mural integrado no edifício usando simples linhas. Seleccionado de entre 380 concorrentes oriundos de todo o mundo, o artista, natural de Zurique, foi o único participante a pensar no edifício como fonte de inspiração e, deste modo, absorveu a sua silhueta para recriar formas e profundidades. O resultado parece uma folha de papel com riscos arbitrários, mas que na realidade têm sempre algo novo para revelar.

O projecto Diesel Wall continua a promover a arte em espaços públicos e a oferecer uma oportunidade única aos jovens talentos internacionais para se exprimirem. A Diesel continua a sua digressão deste ano, para chegar a outras três grandes metrópoles: Manchester, Nova Iorque e Barcelona. As candidaturas para Manchester já fecharam, mas ainda estão abertas as inscrições para as paredes de Nova Iorque e Barcelona. Os interessados podem candidatar-se até 21 de Junho (Nova Iorque) e 11 de Julho (Barcelona), através de http://www.dieselwall.com/.

COLECÇÃO DIET COKE CITY

Depois dos designers Julian MacDonald, Matthew Williamson, Jonathan Saunders e Manolo Blahnik, chegou a vez de Patricia Field colaborar com a Coca Cola Reino Unido. A stylist da famosa série e agora filme “O Sexo e a Cidade” desenvolveu quatro novos rótulos promocionais para a Coca Cola Light.

A colecção intitula-se "Diet Coke City Collection" e compreende 4 garrafas, com temas e cores distintas. De acordo com a criadora, em declaração à imprensa internacional, a colecção foi inspirada na “mulher contemporânea, auto confiante, sexy, glamourosa e independente”. As cores foram pensadas justamente para representar os principais temas da vida desta mulher: a garrafa vermelha simboliza paixão, a rosa amor, a dourada carreira, e a azul turquesa moda.

As garrafas têm uma edição limitada e estão exclusivamente à venda nos armazéns londrinos Selfridges.

quinta-feira, 29 de maio de 2008

AS PORCELANAS DE SÃO JOSÉ LAPA

São José Lapa estreia-se nas artes decorativas. A conhecida actriz e encenadora foi convidada pela SPAL para criar uma peça de porcelana e resolveu transpor para a sua criação “a espiral de cores com que tinha sonhado”. Agora, chegou o momento de partilhar com o público o seu sonho.

O lançamento será na próxima quarta-feira, dia 4 de Junho, às 21h, na Ler Devagar, na fábrica do Braço de Prata (Marvila - Lisboa). São José Lapa irá contracenar com os objectos de porcelana SPAL, num cenário repleto de caras conhecidas.

“As ideias antes de serem concretizadas têm uma estranha proximidade com a utopia. Na voragem do mundo contemporâneo, os objectos de uso diário são o suporte ideal para os sonhos. Estas peças vão fazer parte dos dias de São José Lapa. Esperamos que façam parte dos vossos também” - São José Lapa

No dia 4 de Junho, não fique em casa. Saia e conviva no local de todos os encontros.

LER DEVAGAR
Fábrica do Braço de Prata
Rua da Fábrica do Material de Guerra, nº1
Lisboa

quarta-feira, 28 de maio de 2008

ÁRBITROS DE ESTILO

Se gosta de moda e planeia visitar Nova Iorque nos próximos meses, não pode deixar de passar pelo Museu do Fashion Institute of Technology, onde está patente, até 8 de Novembro de 2008, “Arbiters of Style: Women at the Forefront of Fashion”, a primeira mostra cronológica que realça o papel das mulheres na história da moda e o modo como influenciaram e continuam a influenciar o sistema da moda.

Trata-se de uma viagem em torno de 70 looks diferentes, através dos quais os organizadores recriam a evolução da moda nos últimos 250 anos. “Arbiters of Style” não distingue apenas as grandes designers, mas também as modelos, musas e clientes importantes que deixaram um traço inapagável com a sua contribuição de estilo e elegância.

É um longo percurso, que começa com a obra pioneira da designer Anna Maria Garthwaite, com motivos florais de 1700, passa pelas emblemáticas criações de "Coco" Chanel, Jeanne Lanvin e Elsa Schiaparelli, que dominaram a moda entre as 2 Guerras Mundiais, e chega ao panorama actual com a presença de Vivienne Westwood e Rei Kawakubo.




FASHION INSTITUTE OF TECHNOLOGY MUSEUM
Seventh Avenue at 27th Street.
10001 New York
http://www.fitnyc.edu/

TILLY AND THE WALL

A fotógrafa Sally Grasart criou uma série de bonecos de papel que se assemelham a muitos dos artistas que retratou ao longo da sua carreira, incluindo Devendra Banhart, Josh Home, The Flaming Lips, Feist, Moldy Peaches, Beck ou actores como Bill Murray, vestido de caça fantasmas, ou Doctor House. Para fazer o download das curiosas figuras basta aceder à página Flickr da fotógrafa. Depois é só imprimir, montar e divertir-se.

NOVIDADES PARA O VERÃO

O novo must para cuidar do bronze nesse verão 2008 é o creme bronzeador da Piz Buin, com factor de protecção solar 20. O que o diferencia é o design inovador da embalagem. Esse packaging especial (50 ml) é na verdade uma colorida bracelete de borracha, disponível em 4 cores tendência - dourado, prata, laranja e castanho.

terça-feira, 27 de maio de 2008

AS FOTOGRAFIAS DE KARL LAGERFELD

Além de ser responsável pela criação e imagem de três marcas – Chanel, Fendi e a sua própria – Karl Lagerfeld também trabalha como fotógrafo. O seu projecto mais ambicioso nesta área acaba de ser lançado: “Metamorphoses of an American. A Cycle of Youth. 2003-2008”. O livro foi apresentado na galeria Pace/McGill, em Nova Iorque, e reúne todas as fotografias tiradas pelo "kaiser" ao modelo Brad Kroenig, numa grande homenagem à beleza masculina.

Karl Lagerfeld conheceu Brad Kroenig em Biarritz, em 2003, e desde então a sua devoção pelo jovem levou-o a realizar uma sessão fotográfica todos os meses. Não importava o motivo, desde que Brad estivesse disposto a posar. Desde a primeira foto de Lagerfeld, Brad Kroenig tornou-se rosto das campanhas publicitárias e desfiles das maiores marcas de moda, incluindo Ralph Lauren, Tommy Hilfiger, Just Cavalli, Perry Ellis, Fendi e Lagerfeld. No livro, através de centenas de fotografias a preto e branco tiradas dentro e fora do circuito da moda, Karl Lagerfeld retrata a evolução tanto emocional como física do jovem modelo, entre 2003 e 2008.

Ao longo destes anos, Lagerfeld e Kroenig trabalharam juntos na criação de novas personagens. Lagerfeld seleccionou uma série de referências literárias e culturais para Kroenig interpretar, desde Rudolph Valentino até James Dean, passando por Gatsby, F. Scott Fitzgerald, Lieutenant Pinkerton ou Madame Butterfly. O objectivo era ajudar Kroenig a melhorar a sua interpretação perante a câmara e o livro “Metamorphoses of an American”, publicado pela Steidl, reflecte essa evolução.

ARTE AMERICANA NO GUGGENHEIM DE VENEZA

Em 1948, a coleccionadora de arte e mecenas Peggy Guggenheim foi convidada por Rodolfo Pallucchini, da Bienal de Veneza, a exibir a sua colecção. Peggy apaixonou-se pela cidade e um ano depois comprou o palácio Venier dei Leoni e converteu-o na sede dos seus Pollocks, Rothkos e outras inúmeras obras de arte. Transformado em museu em 1980, o Guggenheim de Veneza presta agora homenagem a Peggy, com a mostra “Coming of age: American Art, 1850s to 1950s”. Entre 28 de Junho e 12 de Outubro, estará em exibição uma selecção de obras que explora o complexo e alargado processo de maturação que a arte americana sofreu entre 1850 e 1950.


PEGGY GUGGENHEIM foi patrona de artistas e dona de uma das mais importantes colecções de arte moderna do século XX. Nascida numa família abastada de Nova Iorque, era filha de Benjamin Guggenheim e sobrinha de Solomon Guggenheim, fundador da fundação com o mesmo nome.

Aos 21 anos, herdou uma pequena fortuna e tornou-se amiga da comunidade artística e boémia. Em 1920, mudou-se para Paris, onde conviveu com escritores e artistas, e em companhia de Constantin Brancusi e Marcel Duchamp, promoveu a arte.

Casou-se pela primeira vez com o escritor e escultor Laurence Vail. Em 1938, abriu uma galeria de arte moderna em Londres e começou a coleccionar obras de arte. No período da Segunda Guerra Mundial, comprou várias obras de arte abstracta e surrealista, de pintores tão consagrados como Picasso, Miró, Magritte, Dali, Klee e Chagall.

Regressou a Nova Iorque e, em 1942, abriu a galeria "Arte deste Século". Com um particular interesse em novos talentos, procurou promover a carreira de muitos artistas modernos que se tornaram importantes, incluindo o pintor americano Jackson Pollock e o pintor alemão Max Ernest, com quem casou.

Em 1946, voltou à Europa e estabeleceu a sua colecção no Palácio Vernier dei Leoni, em Veneza. Por volta de 1960, parou de coleccionar obras de arte e concentrou-se em apresentar o que já possuía, emprestando a sua colecção a museus de toda a Europa e América, incluindo o Guggenheim de Nova Iorque.

O Peggy Guggenheim, em Itália, é o museu mais importante de arte europeia e americana da primeira metade do século XX. A sua colecção engloba o cubismo, o surrealismo e o expressionismo abstracto.

Peggy viveu em Veneza até à sua morte, em 1979.

segunda-feira, 26 de maio de 2008

JONATHAN SAUNDERS NA DIRECÇÃO CRIATIVA DA CASA POLLINI

O reinado de Rifat Ozbek à frente da Pollini chegou ao fim. Depois de quatro anos sob a direcção criativa do designer turco, a casa italiana decidiu mudar de imagem e para tal contratou Jonathan Saunders, um dos jovens designers britânicos com mais projecção no momento.

Depois de acumular êxitos na Semana de Moda de Londres, e de ter apresentado a sua última colecção para o Outono/Inverno 08/09 em Nova Iorque, Jonathan Saunders prepara-se, agora, para reinterpretar o seu estilo à italiana.

A marca Pollini espera que o aplaudido “estilo Saunders” combine na perfeição com o seu legado clássico. Por outro lado, a empresa contratou Nicholas Kirkwood como designer da linha de calçado e acessórios.

Pollini pertence ao grupo Aeffe, também proprietário das marcas Alberta Ferretti, Philosophy by Alberta Ferretti e várias linhas da Moschino. Jonathan Saunders estrear-se-á à frente da casa italiana no próximo mês de Setembro, na Semana de Moda de Milão, com a apresentação da colecção Primavera/Verão 2009.


quarta-feira, 21 de maio de 2008

LEE COOPER CELEBRA 100 ANOS

A marca inglesa de denim Lee Cooper celebra o seu centésimo aniversário com o lançamento de uma linha exclusiva de produtos, desde t-shirts em braille a réplicas de calças do exército vintage. A colecção denomina-se “100” e será desenhada e desenvolvida em colaboração com designers, celebridades, desportistas e marcas icónicas, incluindo Jean-Charles de Castelbajac, Alain Mikli, Ora Ito, Linford Christie, Jean Claude Jitrois, Paco Rabane e WAD Magazine.

O lançamento da colecção terá lugar na feira Bread&Butter, em Barcelona, a 2 de Julho. As peças permanecerão em exibição durante os três dias do evento e serão posteriormente leiloadas a favor da Cruz Vermelha francesa. A venda, a cargo da leiloeira parisiense Drouot Montaigne, está agendada para o dia 29 de Setembro, durante a Semana de Moda de Paris.

Para complementar as peças leiloadas, a Lee Cooper irá produzir uma colecção de jeans “100”, que estarão disponíveis nas lojas da marca por todo o mundo, com preços a variar entre 80 e 140 euros.

Fundada em 1908 por Morris Cooper, a Lee Cooper é actualmente a terceira maior marca de jeans no Reino Unido e França. Sedeada em Londres, cria, distribui e vende jeans, roupa, acessórios e calçado.

http://www.leecooper.com/

STAR SYSTEM

“Star System” é a mais recente colecção de sofás desenhada pelos designers Enrico Buscemi e Piergiorgio Leone para a marca italiana Giovannetti. “Star” e “SuperStar” foram apresentados no último Salone Internazionale del Mobile, em Milão, juntamente com o “Star lounge”, um amplo e exuberante divã, e “Starlet”, uma cadeira giratória com braços.

Projectados como uma adaptação dos tradicionais sofás cama, os sofás “Star System” são feitos com espuma de poliuretano, tecido elástico amovível e botões de mola em aço com 3 cm de diâmetro, que brilham com a luz como uma constelação de estrelas e facilitam a remoção da cobertura.

Uma excelente combinação de conforto e design!

terça-feira, 20 de maio de 2008

CHANEL APRESENTA “MIAMI VICE”

Estarão as armas na moda?

Depois de Balenciaga ter marcado a história da moda com os seus sapatos “Lego”, parece que outras marcas planeiam seguir o mesmo caminho. Os sapatos continuam a ser os acessórios preferidos das mulheres e por isso Karl Lagerfeld decidiu criar o seu próprio modelo.

O influente designer inspirou-se na imagem de uma arma e pediu ao designer de calçado da Chanel, Laurence Decade, para a reproduzir no salto do sapato “Miami Vice”.

A curiosa criação foi apresentada na passada quinta-feira no desfile Chanel Cruise e estará disponível nas lojas no próximo mês de Junho.

LANVIN LANÇA LINHA DE DENIM

As colaborações continuam na moda. A última chega pela mão da casa francesa Lanvin, que acaba de se associar à Acne Jeans para lançar uma linha de denim. Alber Elbar, director criativo da Lanvin, anunciou que a colecção oferecerá uma série de modelos distintos, para se adaptar a vários tipos de mulher.

A empresa sueca Acne (sigla de “Ambition to Create Novel Expressions”) iniciou a sua actividade há mais de dez anos e, desde então, alcançou uma enorme popularidade, contando actualmente com lojas na Escandinávia, França, Alemanha e Estados Unidos. Entre outras peculiaridades, a Acne conta com a sua própria revista de moda, Acne Paper, que desde o seu lançamento, no Outono de 2005, já editou 6 números.

A colecção da Acne para a Lanvin será a primeira incursão da casa francesa no mundo do denim. Os preços serão similares aos da colecção de pronto-a-vestir da Lanvin e o seu lançamento está previsto para 2009.

BRINQUEDOS ECOLÓGICOS

Alguma vez desejou poder transformar o dinamismo ilimitado das crianças em fontes de energia eléctrica e ao mesmo tempo deixar de comprar baterias para os seus brinquedos? O grupo Zen Design tem a solução: a sua linha de brinquedos, SEE Toys (Safety, Ecology, Economy), apresenta uma manivela que converte a energia das crianças em electricidade. Sessenta segundos a dar à manivela geram 15 minutos de energia eléctrica.

A Zen Design foi fundada em 1989. Começou por ser uma agência publicitária e transformou-se progressivamente numa enorme fabricante e distribuidora da sua marca exclusiva de produtos inteligentes. A equipa criativa dedica-se constantemente à criação de novos conceitos e produtos, que aliam tecnologia e inovação. A colecção SEE Toys inclui cinco brinquedos que se movem e emitem som e luz sem recorrer ao uso de baterias: DynaFly; DynaCar; DynaShark; DynaTiger e DynaDolphin. Estão disponíveis em http://www.seetoys.com/ e em lojas da especialidade.

segunda-feira, 19 de maio de 2008

PHONOFONE II

A marca de lifestyle americana Charles & Marie apresentou recentemente em Milão o Phonofone II, um altifalante em cerâmica para o iPod, desenhado pelo designer canadiano Tristan Zimmermann.

O Phonofone II amplifica o som dos auscultadores do leitor de MP3 até 55 decibéis, aproximadamente o volume máximo de um altifalante de um computador portátil. A criação relembra os antigos gramofones e fonógrafos e funciona de modo similar. Todo em cerâmica, tira partido das qualidades de ressonância do próprio material e não necessita de fontes de energia externas ou baterias para trabalhar.

A ideia de Tristan Zimmermann é simples: trata-se de apreciar a música. O fonógrafo foi o primeiro aparelho para o registo e reprodução de sons. O Phonofone II é o primeiro a oferecer uma elegante forma de união entre a tecnologia do início do século XIX e a nova tecnologia.

O Phonofone II pretende transformar as nossas experiências auditivas, reinterpretando as nossas bibliotecas musicais. 55 decibéis não dão para fazer uma grande festa, mas é a intensidade perfeita para um jantar informal ou para ouvir música no quarto ou no escritório. Além disso, a cerâmica branca e o formato de gramofone conferem-lhe um visual retro, perfeito para quem quer usufruir da alta tecnologia sem abandonar os seus antigos objectos pessoais.


NOVO MUSEU DE ARTE CONTEMPORÂNEA EM ITÁLIA

No próximo dia 24 de Maio, inaugura em Bolzano, Itália, o novo museu de arte moderna e contemporânea, Museion, concebido pelos arquitectos berlinenses KSV Krüger Schuberth Vandreike. Mais do que um simples contentor de arte, o novo museu será um laboratório internacional de pesquisa, com foco interdisciplinar.

O Museion transmite a força de Bolzano, no Sul de Tirol, uma região atípica e multicultural com uma forte visão europeia, que este ano irá acolher, entre 19 de Julho e 2 de Novembro, a Bienal Europeia de Arte Contemporânea, Manifesta 7. O edifício, de forma cúbica e com fachadas frontais transparentes, é visualmente apelativo e convida o público a ultrapassar, passeando pelo museu, os limites entre a cidade e a paisagem. As fachadas funcionam como vitrinas ou superfícies de projecção de trabalhos artísticos comissionados pelo museu, diferenciando-se na sua transparência dos lados longitudinais, revestidos com chapas de alumínio. O espaço interior é fluido: os cinco andares destinados ao museu, que incluem áreas de exposição, espaços para eventos e workshops e uma livraria, são internamente interligados. Contíguo ao museu existe ainda um atelier para acolher artistas. Museion une, desta forma, a flexibilidade e a simplicidade de uma oficina com as qualidades de exposição de uma galeria clássica.

“Peripheral vision and collective body” é o nome da exposição inaugural, que questiona o papel dos corpos colectivos na arte visual contemporânea, considerando a forte relação existente entre a arquitectura e a performance, em particular a dança. A exposição reúne uma selecção de filmes, performances, documentos e textos que exploram a criação e o uso do “corpo colectivo” e estará patente ao público até 21 de Setembro de 2008.

quinta-feira, 15 de maio de 2008

HUGO BOSS LANÇA COLECÇÃO DE JÓIAS

A casa Hugo Boss acaba de lançar a sua primeira colecção de jóias. As criações, para homem e senhora, integram as linhas Boss Black e Boss Orange. Em prata e pedras preciosas para Boss Orange, e prata, couro e aço para Boss Black, as jóias são adornadas com cristais Swarovski e estarão à venda a partir de Julho nas lojas da marca.

A linha Boss Selection apresenta uma série de botões de punho em ónix, bronze, quartzo, pérola e prata. As peças têm assinatura de Ingo Wilts, director criativo das linhas Boss Black e Boss Selection, e Andrea Cannelloni, directora criativa da Boss Orange.

quarta-feira, 14 de maio de 2008

MUSEU BERARDO EXPÕE OBRA DE LE CORBUSIER

No próximo dia 19 de Maio, o Museu Colecção Berardo inaugura a mais completa retrospectiva do trabalho de um dos mais importantes arquitectos do século XX, Charles-Edouard Jeanneret, internacionalmente reconhecido pelo pseudónimo Le Corbusier. "Le Corbusier, Arte e Arquitectura" convida-nos a compreender a evolução do pensamento deste arquitecto, urbanista, pintor e designer francês de origem suíça e a explorar a dinâmica existente entre a sua arquitectura, a sua pintura e os seus objectos. A mostra esteve no ano passado em Roterdão, fica no Centro Cultural de Belém até 17 de Agosto, segue depois para Liverpool, capital europeia da cultura, e termina o seu itinerário em Londres.

Há duas décadas que não era organizada uma exposição que abordasse as várias facetas da obra de Le Corbusier, aquelas que, ainda hoje, o tornam numa das mais importantes referências da arquitectura contemporânea. Para preencher esta lacuna, o Museu Colecção Berardo traz a Lisboa “Le Corbusier - Arte da Arquitectura”, uma exposição organizada pelo Vitra Design Museum, em colaboração com o Royal Institute of British Architects (RIBA), o Netherlands Architecture Institute - NAI Rotterdam, e a Fondation Le Corbusier. A mostra será complementada com o testemunho do encontro entre Le Corbusier e o fotógrafo Lucien Hervé, na exposição "Construção-Composição". Os dois artistas trabalharam juntos de 1950 a 1965 e durante esses 15 anos Lucien Hervé realizou mais de 20 mil fotografias que constituem um acervo notável sobre a obra do ilustre arquitecto.



LE CORBUSIER

Charles-Edouard Jeanneret nasceu em 1887 em La Chaux-de-Fonds, na Suíça. Estudou Arte na sua cidade natal e depois estagiou por dois anos no estúdio parisiense de Auguste Perret. Viajou para a Alemanha, onde colaborou com nomes famosos da arquitectura naquele país, como Peter Behrens. Em Atenas, estudou o Partenon e outros edifícios da Grécia antiga e ficou impressionado com o uso da razão áurea pelos gregos clássicos. O livro "Vers une Architecture" mostra uma nova forma da arquitectura baseada em muitos edifícios antigos que incorporam a razão de ouro, uma proporção matemática considerada harmónica e agradável à visão.

Entre 1942 e 1948, Le Corbusier desenvolveu um sistema de medição que ficou conhecido por «Modulor» (ver imagem). Baseado na razão de ouro dos gregos antigos, nos números do matemático Fibonacci e nas dimensões médias humanas (dentro das quais considerou 183 cm como altura standard), o Modulor é uma sequência de medidas proporcionais que divide equilibradamente o corpo humano e que Le Corbusier usou para encontrar harmonia nas suas composições arquitecturais e pictóricas. O Modulor foi publicado em 1950 e depois do seu enorme sucesso, Le Corbusier publicou, em 1955, o «Modulor 2».

MANGO APRESENTA COLECÇÃO INVERNO 08/09 NO CIRCO RALUY DE BARCELONA

O Circo Raluy, em Barcelona, foi o local escolhido pela Mango para a apresentação das suas propostas para o próximo Outono/Inverno 08/09. O evento teve lugar no passado dia 30 de Abril e contou com a presença de numerosas caras conhecidas do mundo da moda, cinema, televisão e política.

Para a próxima estação fria, a marca espanhola propõe uma colecção romântica, repleta de detalhes femininos e estampados florais. Destaca-se o contraste de elementos femininos com masculinos e uma vasta selecção de vestidos de cocktail compridos. Foi apresentada também a colecção de edição limitada assinada por Penélope e Mónica Cruz, com peças de inspiração vintage, e a colecção de homem HE by Mango, que reinterpreta elementos clássicos do guarda-fato masculino. Riscas, losangos, quadrados, estruturas tradicionais de lanifícios, bombazine enriquecem esta colecção.

A Mango aproveitou ainda a ocasião para anunciar a 2ª edição do concurso internacional “El Botón – Mango Fashion Awards”, que visa fomentar e potenciar a projecção internacional de novos talentos do mundo da Moda. A convocatória para o “El Botón” abriu no dia 1 de Maio e os jovens designers de moda terão até 31 de Julho para apresentar as suas candidaturas. Em Setembro, um júri formado por representantes da Mango e cinco escolas de moda internacionais de grande prestígio – Central Saint Martins School of Art and Design, Londres; Institut Français de la Mode, Paris; Istituto Marangoni, Milão; Royal Academy of Fine Arts, Amberes; e L’Escola Superior de Disseny, Barcelona - seleccionará os 10 finalistas que poderão concorrer ao prémio de 300.000 euros, a maior quantia oferecida até agora em concursos desta categoria. Mais informações em http://www.mangofashionawards.com/

terça-feira, 13 de maio de 2008

TO BE CONTINUED…

“To Be Continued”, o mais recente projecto do jovem designer francês Julien Carretero, apresenta peças de mobiliário únicas que resultam de um método de produção repetitivo e em série.

Na música, uma variante é um elemento perturbador que é aplicado a um tema de modo a modificá-lo. Cada vez que o tema é repetido, é adicionada uma variante. Deste processo resultam vários temas, todos diferentes uns dos outros, mas ainda assim pertencentes a um todo homogéneo.

Inspirado neste princípio, Julien Carretero criou um processo de produção em série no qual a variante faz parte do próprio tema. Assim, ao repetir sistematicamente o tema, são criados vários elementos sequenciais, em que cada um resulta do elemento anterior e dá origem ao posterior. A série de móveis “To Be Continued” nasce da sobreposição de várias camadas coloridas de resina de poliuretano, sendo que cada camada é uma réplica da imediatamente anterior. A variante é uma consequência da imperfeição oculta dessa cópia. As camadas são moldadas a partir de um molde de malha de polietileno, que assume as imperfeições da camada anterior e as adiciona à camada seguinte, resultando num extravasamento que se prolonga por todo o comprimento da peça.

Julien Carretero corta estas formas para criar peças de mobiliário únicas, mas que nascem do mesmo processo repetitivo.

OS NOVOS SAPATOS IT

Sarah Jessica Parker só tem de vestir uma peça de roupa ou calçar um par de sapatos uma vez, para que estes se tornem imediatamente artigos must-have. Os sapatos que a famosa actriz americana calça no próximo filme “Sex and the City” já estão a causar sensação entre as aficionadas por moda.

Enquanto filmava em Nova Iorque, Carrie trocou os seus distintivos Manolo Blahnik por um par de sandálias de gladiador Christian Dior e outro par Proenza Schouler, com três tiras e saltos adornados com tachas. Ambos os modelos têm actualmente longas listas de espera nos armazéns Harvey Nichols.

Quando o filme estrear no final deste mês, as sandálias vão decerto tornar-se artigos de colecção.

segunda-feira, 12 de maio de 2008

A GERAÇÃO ITS#SEVEN

Desde 2002, a agência EVE tem organizado, em colaboração com a Diesel, a YKK e a MÍNI, o International Talent Support, uma plataforma criativa que visa apoiar jovens talentos das áreas do design de moda, design de acessórios e fotografia. O ITS chega, agora, à sua sétima edição e anuncia a nova geração de talentos da ITS#FASHION, ITS#ACCESSORIES e ITS#PHOTO.

De entre 1000 portfólios oriundos de 65 países, foram seleccionados 18 finalistas para o ITS#FASHION e 14 para o ITS#ACCESSORIES. A selecção ficou a cargo de um júri internacional composto, entre outros, por Barbara Franchin, directora da EVE/ITS, Wilbert Das, director criativo da Diesel, Elisa Palomino, chefe de estúdio de Diane von Furstenberg, Bernadette Wittmann, directora da agência BWG, Umberto Bortoletto, designer da Ferragamo. Denis Curti, director da Contrasto Photo Agency e director artístico de ITS#PHOTO, seleccionou os 16 finalistas da competição de fotografia.

O ITS#FASHION abrange vários prémios especiais. O vencedor da Colecção de Moda do Ano receberá €20.000 para desenvolver uma nova colecção, a apresentar na próxima edição do ITS, com um desfile de moda produzido e organizado pela EVE e tecidos Puntoseta personalizados. A Diesel atribuirá o novo Diesel Award, um prémio de €50.000 que o vencedor poderá usar sem restrições, e um estágio com a Equipa Criativa da Diesel em Itália. A ITS outorgará ainda o Fashion Special Prize, o Maria Luisa Award, o i-D Styling Award, e o Vertice Award.

O ITS#ACCESSORIES inclui os prémios de Colecção de Acessórios do Ano (€10.000), e o YKK Award (€10.000 + um photoshoot promocional). Os finalistas desta categoria terão o apoio da Ferragamo, na produção de protótipos de sapatos e malas. Entre os finalistas do ITS#ACCESSORIES, está o designer português VALENTIM QUARESMA, que se distingue pelas inusitadas jóias compostas por objectos triviais, que resultam em peças muito criativas e refinadas. Designer de jóias das colecções de Ana Salazar, Valentim Quaresma tira partido de objectos com funções díspares e atribui-lhes uma nova personalidade, concebendo, assim, obras genuínas e intemporais.

Os 16 finalistas do ITS#PHOTO e o vencedor do ITS#Photoweb, a competição on-line para todos os aficionados e amadores da fotografia, irão concorrer ao MÍNI Clubman Award, por €10,000 e um photoshoot profissional com um fotógrafo internacional de renome. O vencedor receberá também o Air Dolomiti Award, uma exposição dedicada no "Spazio Italia", no Aeroporto Internacional de Munique. O ITS#PHOTO abrange também o Pitti Immagine Photo Award, uma oportunidade de fotografar as imagens oficiais das feiras de womenswear, organizada pela Pitti em Milão e o SVA Photo Global Award, uma bolsa de estudos para um curso intensivo de fotografia na SVA, em Nova Iorque.

KATE MOSS PROTAGONIZA CAMPANHA AGENT PROVOCATEUR

Kate Moss foi eleita para protagonizar a nova campanha nupcial da marca Agent Provocateur. Em roupa interior, claro. É o regresso da famosa modelo ao universo Agent Provocateur. Kate Moss foi rosto da marca britânica até 2006, época em que protagonizou também uma série de vídeos a preto e branco, “The Four Dreams of Miss X”, dirigida pelo cineasta inglês Mike Figgis.

Intitulada “White Wedding”, a nova campanha, fotografada por Nick Night, é composta por uma série de seis imagens provocantes - “O dia mais feliz da sua vida”, “Jardim do Éden”, “Más notícias”, “Frenesi”, “Vingança” e “Deixe-os comer, Kate” - que retratam Kate Moss desde uma noiva recatada, que vai perdendo a timidez, até terminar amarrada numa pose sensual com lingerie preta.

Controversa, provocadora, polémica, exibicionista, fetichista, sexy. Há muitas palavras para descrever a lingerie da britânica Agent Provocateur, que surgiu no Soho Londrino em 1994. Fundada por Joseph Corre, filho de Vivienne Westwood e Malcolm McLaren, e Serena Rees, a Agent Provocateur é uma das referências de underwear mais famosa do mundo. Mais ousada e austera que a sua principal concorrente, é a marca de lingerie preferida de celebridades como Paris Hilton, Christina Aguilera, Kate Moss e Carmen Electra. Actualmente, conta com lojas em 13 países, incluindo em cidades como Nova Iorque, Paris, Viena, Vancouver e Berlim.

quinta-feira, 8 de maio de 2008

A DIVINA COMÉDIA INSPIRA DESIGNERS

São divinas, sem dúvida, as últimas criações dos designers holandeses Niels van Eijk e Miriam van der Lubbe: uma chaise long e um candeeiro feitos de blocos de polipropileno esculpidos à mão. As esculturas são retiradas das ilustrações do poema épico de Dante, "A Divina Comédia", desenhadas por Gustav Doré em 1860. O projecto pretende conciliar imagens, ideias e ofícios antigos com novas tecnologias e materiais contemporâneos.

"A Divina Comédia" (do italiano "Comedia" ou "Commedia", mais tarde baptizada de "Divina" por Giovanni Boccaccio) é a obra-prima de Dante Alighieri. Escrita em italiano entre 1307 e 1321, é um poema épico que narra uma odisseia pelo Inferno, Purgatório e Paraíso, descrevendo cada etapa da viagem com detalhes quase visuais. Dante, o personagem da história, é guiado pelo inferno e purgatório pelo poeta romano Virgílio, e no céu por Beatriz, musa em várias das suas obras.

"A Divina Comédia" influenciou poetas, músicos, pintores, cineastas e outros artistas nos últimos 700 anos. Desenhadores e pintores como Gustav Doré, Sandro Botticelli, Salvador Dali, Michelangelo e William Blake estão entre os ilustradores da sua obra. Os compositores Robert Schumann e Gioacchino Rossini traduziram partes do seu poema em música e o compositor húngaro Franz Liszt usou-o como tema de um dos seus poemas sinfónicos. O escultor Auguste Rodin usou a Comédia como inspiração para as suas principais obras, entre elas, “O Pensador”, que representa o próprio Dante, “O Beijo”, inspirada no drama de Paolo e Francesca (Inferno, Canto V) e “Ugolino e seus filhos”, que retrata a tragédia do Conde Ugolino narrada no Canto XXXIII.

A obra-prima de Dante serve agora de inspiração aos designers Niels van Eijk e Miriam van der Lubbe. No seu projecto, tal como na comédia, cruzam-se diferentes mundos. As antigas ilustrações de Gustav Doré, conhecidas como as representações visuais da comédia de Dante, foram gravadas a laser num material contemporâneo, o polipropileno, e depois parcialmente esculpidas por artesãos. Uma curiosa combinação de imagens e ofícios antigos com novas tecnologias, que dá vida à "Divina Comédia" e a transpõe para o século XXI.

quarta-feira, 7 de maio de 2008

NOVA FUNDAÇÃO PRADA

A casa italiana Prada escolheu o arquitecto holandês Rem Koohlaas para projectar a sua nova fundação de arte. O projecto envolverá a renovação de um antigo complexo industrial no sul de Milão, e a criação de um novo espaço expositivo, um auditório e uma torre museu. A obra será supervisionada pelo colectivo de arquitectura OMA (Office for Metropolitan Architecture), dirigido por Rem Koohlaas.

A nova fundação, de 17 500 m2, compreenderá 7 500 m2 de um complexo industrial datado de 1910 - sete armazéns, laboratórios e reservatórios de cerveja circundados por um largo pátio - e aproximadamente 10 000 m2 de novos edifícios. A nova instituição acolherá diferentes eventos dedicados ao cinema, design, arquitectura, filosofia, moda e performance. Irá incluir também um espaço de exposição permanente para expor uma selecção de trabalhos da colecção da Fundação Prada.“A nova Fundação é projectada como uma colecção de artefactos que encontram várias tipologias arquitectónicas. Não só o espaço será alargado, como também o próprio conteúdo: os arquivos Prada serão expostos, estabelecendo a continuidade do esforço criativo e intelectual”, explica Rem Koohlaas.

A Fundação Prada foi criada em 1993 por Miuccia Prada e Patrizio Bertelli, em colaboração com o escritor, curador e crítico de arte italiano, Germano Celante, conhecido como o criador, em 1967, do termo "Arte Povera” (expressão que equivalerá a “Arte Pobre”) e pela publicação em 1969 do livro “Art-Povera”, onde procurou dar um conceito mais claro deste tipo de arte que trabalha com materiais humildes e tende a atribuir mais importância ao processo de produção do que ao produto final. “Art-Povera” não só procedeu ao esclarecimento do conceito, como deu a conhecer vários artistas (italianos e europeus, mas também norte-americanos) que podem ser inseridos nesta nova forma artística trazida pelo pós-Guerra Mundial e pela industrialização, que trabalha em novos caminhos e interroga os anteriores valores artísticos.

A Fundação Prada é uma organização sem fins lucrativos, resultante da paixão de Miuccia Prada e Patrizio Bertelli pela arte contemporânea. Desde o seu início, tem produzido instalações especiais em colaboração com artistas como Anish Kapoor, Marc Quinn, Carsten Höller, e Thomas Demand, entre outros.

A FAMÍLA SWAROVSKI



Expressivos, brilhantes e coloridos, Elvis e Erika são as últimas criações da linha “Energy” da Swarovski.

Uma versão moderna dos tradicionais “charms”, estas pequenas figuras de cristal, com corpos articulados como robots, podem ser usados como pingentes ou colocados num longo colar. Fazem parte da colecção “Avenue of Lights” Primavera/Verão 2008, que inclui também pequenas lâmpadas e leitores de MP3.

Elvis e Erika estão disponíveis em http://www.swarovski.com/ e nas lojas Swarovski em todo o mundo, por cerca de €190.

terça-feira, 6 de maio de 2008

DIESEL PROMOVE CRIATIVIDADE NA MÚSICA

Que futuro terá a indústria musical?

A actual facilidade em produzir música de qualidade em qualquer sítio e em divulgá-la gratuitamente por todo o mundo através da Internet, impossibilita-nos de responder objectivamente a esta pergunta, mas duas coisas são certas: serão os músicos e os fãs a liderar o futuro da música. A partir de agora, os jovens músicos podem contar também com a ajuda da Diesel:U:Music nos vários passos desse trajecto.

Em 2001, a marca italiana, Diesel, lançou um concurso internacional – Diesel:U:Music - com o objectivo de descobrir e apoiar novos talentos da música: da electrónica ao hip-hop, passando pelo rock. A partir deste ano, a Diesel possibilita que sejam os fãs e os clientes a eleger a melhor música. Já não há júris nem géneros predefinidos, não há vencedores nem vencidos, não há competição. O Diesel:U:Music torna-se, assim, numa plataforma sujeita à espontaneidade e criatividade musical dos uploads realizados por qualquer músico ou banda do mundo. A comunidade D:U:M proporcionará aos artistas a oportunidade de organizarem tours, realizarem concertos, principiarem uma carreira na indústria musical devidamente apoiada e adquirirem projecção artística à escala mundial.

Quem desejar divulgar o seu trabalho, deve criar um perfil no Diesel Cult, aceder a www.diesel-u-music.com e fazer o upload das suas músicas. Depois é só esperar pelos downloads e comentários dos admiradores.

Os músicos, a Internet e os fãs são os únicos intervenientes nesta ilimitada exaltação sonora. Ligue-se a www.diesel-u-music.com

YAMAMOTO LUTA PELA PAZ

Apesar da China não ter actualmente uma boa imagem a nível internacional, devido aos recentes conflitos com o Tibete, Yohji Yamamoto acredita que nem tudo está perdido e pretende mostrar o seu apoio ao gigante asiático com o novo projecto “Yohji Yamamoto Fund for Peace”.

O designer japonês quer apoiar os artistas do seu país vizinho, a China, pelo que a sua fundação irá eleger anualmente um designer e uma modelo para financiar os seus estudos durante dois anos. Este apadrinhamento será levado a cabo em conjunto com o governo chinês.

Para financiar o projecto, Yamamoto organizou, há duas semanas, um leilão beneficente de 60 criações suas, que havia apresentado previamente num desfile em Beijing.

Sem dúvida, uma maneira interessante de começar uma grande aposta nos novos valores da grande potência chinesa.

segunda-feira, 5 de maio de 2008

FRANCESCO SCOGNAMIGLIO VESTE MADONNA

O nome Francesco Scognamiglio não é, seguramente, muito conhecido. Trata-se de um designer italiano emergente que acaba de conseguir uma considerável injecção de notoriedade.

Enquanto algumas empresas de luxo se esforçam por colocar as suas bolsas, acessórios e todo o tipo de criações nos braços de celebridades, Francesco Scognamiglio conseguiu um acordo ainda melhor. Madonna, eterno ícone de estilo e moda, veste uma das suas criações no segundo single do seu novo álbum “Hard Candy”, intitulado “Give it to Me”. A estrela pop aparece mais sexy que nunca, vestindo uma blusa de chiffon preta da colecção de Francesco Scognamiglio para o Outono/Inverno 2008/09.

A colaboração entre o designer italiano e Madonna não terminará aqui, já que a cantora pediu a Scognamiglio para criar algumas peças exclusivas para as suas próximas aparições na passadeira vermelha, nomeadamente na inauguração do Festival de Cannes, no próximo dia 14 de Maio. Com tamanha exposição, Francesco Scognamiglio poderá tornar-se no novo designer do star system.

Madonna ajudou a lançar grandes nomes do mundo da moda. Jean Paul Gaultier ganhou notoriedade mundial quando criou o famoso corpete com cones nos seios para a "Blonde Ambition", no início dos anos 90. O exercício de modelagem ficou tão popular que já é considerado por especialistas em moda como um "momento histórico" da moda mundial. Dolce & Gabanna, Versace e Gucci também já vestiram a diva, tanto em concertos como em campanhas de moda. Madonna criou um estilo de vida desde que começou a sua carreira, sendo provavelmente a pioneira nesta relação tão estreita entre moda e música.