segunda-feira, 31 de janeiro de 2011

“MINIMAL-BAROQUE” BY PRADA

Quem não se lembra do desfile Primavera/Verão 2011 da Prada? Cores fortes, riscas, estolas de pele, bananas e óculos enormes. Para aqueles que achavam que estes óculos seriam exclusivos para a passerelle, aqui fica uma boa notícia. A marca italiana vai lançar uma colecção limitada de 500 desses óculos, que estará brevemente disponível nas lojas Prada e department stores seleccionadas.

O mais curioso dessa colecção, denominada “Minimal-Baroque”, é a campanha publicitária. Para enfatizar a singularidade e a criatividade que estão por trás da produção desses acessórios, Miuccia Prada optou por resgatar a tradição da ilustração e convidou os ilustradores Ivo Bisignano, Marcela Gutierrez e Andrea Tarella para criarem diferentes desenhos apresentando os óculos. Segundo a designer, são “artistas para vender óculos de sol que são como mini obras de arte”.

ILUSTRAÇÕES (da esquerda para a direita):
Marcela Gutierrez; Andrea Tarella; Ivo Bisignano




A MAGIA DA POLAROID

Entre 19 de Fevereiro e 31 de Março, o Museu Francisco Tavares de Proença Júnior de Castelo Branco apresenta “A magia da Polaroid – Colecção Raul Cunca”, uma exposição promovida pelo Instituto Politécnico de Castelo Branco - Escola de Artes Aplicadas, que celebra a memória da popularização da fotografia instantânea e do inventor Edwin Herbert Land, fundador da empresa Polaroid Corporation.

Em exibição estarão sessenta dos modelos mais representativos de máquinas fotográficas instantâneas produzidas entre 1948 (ano da produção da primeira máquina instantânea) e 2010 (ano da comercialização da primeira máquina instantânea digital), bem como uma série de documentos da época que ajudam a reconstituir a constituição da Polaroid Corporation e o nascimento do design industrial nos EUA. Os primeiros exemplares expostos foram concebidos pelos mais notáveis pioneiros do design industrial norte-americano, nomeadamente Walter Dorwin Teague, Henry Dreyfuss e Albrecht Goertz. Os últimos modelos são também representativos do design de produto contemporâneo deste país, com projectos liderados pelo inovador gabinete IDEO.

A exposição é acompanhada de um livro que ilustra e documenta a colecção, contextualizando as máquinas fotográficas instantâneas, quer enquanto objectos técnicos inscritos na cultura material, quer pela sua importância como objectos paradigmáticos da história do design.

A exposição “A Magia da Polaroid - Colecção Raul Cunca” representa, assim, o percurso do design industrial norte-americano entre a década de quarenta do século XX e a primeira década do século XXI.


FOTO: Miguel d'Aguiam

sexta-feira, 28 de janeiro de 2011

"PACKLIGHT DIARIES"

Conheça, em primeira-mão, a "Packlight Diaries", uma mini magazine / editorial de apresentação do novo projecto de moda de Armando Cabral e Kalaf Angelo, que aqui divulgámos na passada segunda-feira.

Em exibição nos próximos dias 4, 5 e 6 de Fevereiro no espaço Fabrico Infinito, ao Príncipe Real, em Lisboa, a primeira edição de Pack Light reúne 10 peças essenciais ao guarda-roupa masculino, que vão de encontro ao conceito "Less is More".




quinta-feira, 27 de janeiro de 2011

AS MULHERES DE MIU MIU

A marca italiana Miu Miu apresenta The Miu Miu Womens' Tales, uma série de curtas-metragens dirigidas por realizadoras de todo o mundo, cujo tema comum é a mulher. A cineasta californiana Zoe Cassavetes, conhecida pelo seu filme independente Broken English (2007), é o primeiro nome a ser desvendado com The Powder Room, uma encantadora e dramática curta-metragem filmada no hotel Claridge’s de Londres. Como o próprio nome sugere, The Powder Room revela um ambiente ultra feminino e íntimo, onde as mulheres retocam a maquilhagem, num ritual de opolenta beleza.

Zoe Cassavetes usa os códigos românticos do powder room para espelhar a beleza e o luxo do universo Miu Miu. “Adoro a ideia de um powder room, o ritual que acontece no seu interior é muito importante para as mulheres”, explica a realizadora. “Adoro a sensação de intimidade. É um lugar longe dos homens, onde podemos encontrar outras mulheres e retocar-nos para enfrentar novamente o mundo”.

Cassavetes capta a essência da feminilidade, sobrepondo múltiplos close ups de olhares subtis e detalhes abstractos para criar uma misteriosa narrativa. “A história é sobre as mulheres e os seus momentos privados”, explica a realizadora. “Por isso é permitido ser livre e sonhadora…”

A protagonista é a actriz e modelo francesa Audrey Marnay, que interpreta o papel de uma fascinante femme fatale, jogando provocadoramente no interior do powder room. A ela juntam-se as modelos Caroline de Maigret, Line Gost e Sophie Vlaming. Todas vestem peças da colecção Primavera/Verão 2011 da Miu Miu.

Esta é apenas a primeira mostra de uma colecção que promete brindar-nos com imagens singulares, sob o olhar de diferentes realizadoras.

BILL CUNNINGHAM NEW YORK ESTREIA EM MARÇO

Para as novas gerações, o The Sartorialist é a definição máxima de fotografia de street style, mas na verdade ele não foi o pioneiro. Se perguntarmos aos maiores editores de moda dos Estados Unidos, eles responderão certamente Bill Cunningham.

Bill Cunningham fotografa desde 1978 para a coluna On the Street do New York Times, que fala precisamente sobre moda de rua. Perito e precursor em street style, Cunningham tem toda a história visual de Nova Iorque dos últimos 50 anos e registou praticamente toda a juventude de Anna Wintour. A famosa directora da Vogue americana afirma que “Nós todos nos vestimos para Bill Cunningham. Se ele nos ignora, é a morte”.

Para tentar entender melhor o trabalho do influente fotógrafo será lançado um documentário sobre a sua carreira, no próximo mês de Março. Bill Cunningham New York, de Richard Press, contará com a participação Anna Wintour, Tom Wolfe, David Rockefeller, entre muitos outros que acompanharam e acompanham a sua trajectória.

Veja o trailer.

quarta-feira, 26 de janeiro de 2011

MELISSA + GAETANO PESCE

A marca brasileira Melissa é reconhecida mundialmente pelo seu trabalho inovador com o plástico e nos últimos anos tem demonstrado um gosto particular pelo original e único. Esse gosto traduz-se, na maioria das vezes, em parcerias com designers e arquitectos que criam modelos Melissa mais conceptuais, como Karim Rashid, Zaha Hadid e, agora, o italiano Gaetano Pesce, uma referência na arquitectura e design a nível internacional.

Desta nova parceria resultou o modelo Melissa + Gaetano Pesce, uma criação singular que reflecte o carácter inovador da marca e a versatilidade do artista. O seu lançamento em Portugal terá lugar no próximo dia 3 de Fevereiro, no MUDE - Museu do Design e da Moda, em Lisboa, onde estará exposto ao lado de dez peças de Gaetano Pesce pertencentes ao museu.

Criativo, versátil e a par das mais recentes tendências de moda, Melissa + Gaetano Pesce é o primeiro modelo Melissa inteiramente customizável: um irreverente botim formado por bolas de diversos tamanhos dispostas assimetricamente. Com a ajuda de uma tesoura, o botim pode ser transformado em diversos modelos diferentes, desde sabrinas a sandálias flip flop, de acordo com o gosto e criatividade do consumidor. Segundo Gaetano Pesce, a principal motivação para a sua criação foi “o desejo de desenvolver sapatos inovadores, únicos, ou seja, buscar a possibilidade de pós-personalização do sapato”.

As novas Melissas estarão à venda a partir de 3 de Fevereiro, em lojas seleccionadas, em seis cores diferentes: preto, vermelho, branco, transparente, azul e laranja translúcido.


GAETANO PESCE

Arquitecto, artista e designer, Gaetano Pesce é internacionalmente conhecido pela sua versatilidade, trabalhando em diferentes áreas com diversos materiais. A sua criatividade e o desejo de criar um trabalho original são revelados pelo uso intenso da cor, pela multifuncionalidade de objectos e espaços, assim como pela apreciação da feminilidade intimamente ligada às formas. O seu edifício mais emblemático é o "Organic Building" em Osaka, Japão. Alguns dos seus trabalhos integram as colecções de museus como o MoMA, em Nova Iorque, o Victoria & Albert Museum, em Londres, o Centro Georges Pompidou, em Paris, ou o Museu d'Arte Moderna, em Turim.

LOUIS VUITTON REVELA NOVA CAMPANHA PRIMAVERA/VERÃO 2011

Uma imagem glamourosa, cintilante, forte e algo decadente, assim se define a nova campanha Primavera/Verão 2011 da Louis Vuitton, fotografada, uma vez mais, por Steven Meisel. “Para esta estação, começámos desde o início a pensar em glamour e em algo muito estilizado, muito brilhante. Chegámos a algo que poderia comparar com a Torre Eiffel e a sua iluminação a todas as horas - algo de artificial que é simplesmente bonito, glamouroso e belo, que nos deixa completamente hipnotizados”, explica Marc Jacobs, director criativo da casa francesa.

A nova campanha da Louis Vuitton, realizada num estúdio em Nova Iorque, capta o glamour decadente do desfile Primavera/Verão e tem como protagonistas duas das modelos que desfilaram na passerelle — Freja Beha Erichsen e Kristen McMenamy, cujo corpo foi pintado com listas de zebra para o desfile final — juntamente com Raquel Zimmermann, com cabelo cor de fogo. As cores cintilantes e as texturas radiosas da roupa, o cabelo e a maquilhagem com brilho e o luminoso décor com influência da década de 1970 combinam-se num conjunto de imagens admiráveis.

A atmosfera reflecte a artificialidade deliberada da visão inspirada no Oriente de Marc Jacobs, diferindo bastante da da estação anterior. As três protagonistas, com os seus longos brincos com lantejoulas, leques em renda com Monograma e malas em pele de duas cores ou jacquard com acabamentos de píton, parecem responder às três modelos da reservada campanha Outono/Inverno de 2010.

“Mais uma vez, Marc Jacobs e Steven Maisel criaram uma campanha notável. O que é extraordinário nestas novas imagens é a vívida representação que fazem do brilho, da luz e do glamour do desfile de moda. O seu impacto visual não será ultrapassado por nenhum outro nesta estação”, comenta Pietro Beccari, vice-presidente executivo da Louis Vuitton.

A nova campanha surgirá nas revistas de todo o mundo a partir de Fevereiro.

ANIMATING CHANEL

Peter Philips transformou a linha de beleza da Chanel em animados robôs. Veja o vídeo.

terça-feira, 25 de janeiro de 2011

BALTAZAR MAISON-À-PORTER NA FEIRA INTERNACIONAL MAISON ET OBJECT PARIS

Paris é a cidade escolhida pelo designer Nuno Baltazar para o início das apresentações internacionais da sua marca de mobiliário. Casa de grandes nomes da moda e referência incontornável no mundo do design, a cidade luz torna-se naturalmente uma paragem obrigatória para a BALTAZAR Maison-à-Porter.

“Num espaço sofisticado, romântico e couture, memórias fundem-se com emoções, o corpo toma a forma de um espaço e as peças sentem-se como uma segunda pele. Tendo como elementos protagonistas madeiras naturais, acabamentos em laca alto brilho, aço e latão polidos, espelho bronze, veludo, cetim e pele, a colecção Travellers inicia-nos numa viagem a partir dos labirintos e mistérios da vibrante Marrakesh, guiando-nos por entre desertos e cenários de cores únicas, fazendo-nos chegar à imponente escadaria da ópera Garnier, palco das majestosas obras primas líricas”.

Associada à marca portuguesa MUNNA, a BALTAZAR Maison-à-Porter esteve presente de 21 a 25 de Janeiro na prestigiada feira internacional de decoração e design de interiores, Maison et Object Paris.





FOTOS RICARDO MOUTINHO:
Consola Ópera (em cima)
Consola Marrakesh e mesa de apoio Desert (em baixo)


“BRUCE LABRUCE’S POLAROID RAGE, SURVEY 2000-2010” NA WRONG WEATHER

Entre 19 de Fevereiro e 19 de Março, a The Gallery Wrong Weather, no Porto, apresenta “Bruce LaBruce’s Polaroid Rage, Survey 2000-2010”, uma exposição que marca a estreia de Bruce LaBruce em Portugal, reunindo um conjunto de cerca de 300 polaroids que registam uma série de performances do artista canadiano, desde 2000 até à actualidade.

O trabalho performativo de Bruce LaBruce é fundamental para uma visão actual de uma sensibilidade revolucionária, artística e política. De entre essas marcantes performances registadas consta, nomeadamente, “Anarchist Wrestling”, realizada no Andy Warhol Museum de Pittsburgh, em parceria com Slava Mogutin.

Além de artista, Bruce LaBruce é também escritor, fotógrafo, actor e realizador de cinema. A sua filmografia inclui filmes de culto como “No Skin Off My Ass” (1991),“Hustler White” (1996), em parceria com Rick Castro e com Tony Ward no papel principal, “The Raspberry Reich” (2004) que esteve em mais de 150 festivais de cinema ou “Otto; or, Up with Dead People” (2008) que estreou no Sundance Festival e que foi exibido no Museu de Arte Moderna de Nova Iorque (MoMA), em Novembro de 2008. O seu mais recente filme “L.A. Zombie”, com François Sagat, estreou-se em 2010, como filme a concurso no Festival Internacional de Cinema de Locarno e esteve também no Toronto e no Vancouver International Film Festival.

LaBruce tem colaborado regularmente, como escritor e fotógrafo, para publicações como a Index, Eye, Exclaim, Dutch, Vice, The National Post, Nerve.com, Black Book e Butt. Como fotógrafo de moda viu o seu trabalho publicado na Dazed and Confused, Bon, Tank, Tetu, Fake, Attitude, Blen, Tokion, Purple Fashion e The National Post, entre outras. Recentemente, realizou uma controversa entrevista a Karl Lagerfeld, para a Vice Magazine.

Ao longo dos últimos anos, realizou exposições individuais em galerias como a The Pitt Gallery, em Vancouver, a MC MAGMA, em Milão, a Bailey Fine Arts Gallery, em Toronto, a Peres Projects, em São Francisco, Los Angeles e Berlim e as The Alleged Gallery e a John Connelly Presents, ambas em Nova Iorque. Em 2006 expôs, na Gallery 1313, em Toronto, a “Polaroid Rage: A Survey of Polaroids, 2000-2006”, que a The Gallery Wrong Weather mostra agora na sua versão actualizada, 2000-2010.

“Bruce LaBruce’s Polaroid rage, Survey 2000-2010” é uma exposição forte e revolucionária, que ilumina as ideias subjacentes a um trabalho controverso e ao homem por detrás da obra.

A exposição, comissionada por Rui Carvalho da Silva, estará patente na The Gallery Wrong Weather, na Avenida da Boavista nº754, Porto, junto à Casa da Música, de 19 de Fevereiro a 19 de Março. A entrada é livre.


WRONG WEATHER
Av. da Boavista 754
4100-111 Porto
Telf.: 22 605 39 29
http://www.wrongweather.net/

Horário de funcionamento:
Segunda a Sábado, das 10h30 às 19h30

segunda-feira, 24 de janeiro de 2011

ARMANDO CABRAL E KALAF ANGELO APRESENTAM PACK LIGHT #01

Depois de lançar uma marca de sapatos para homem com o seu nome, o modelo guineense Armando Cabral apresenta um novo projecto de moda em parceria com o músico Kalaf Angelo, intitulado Pack Light Pop-Up Shop. Em exibição de 4 a 6 de Fevereiro no espaço Fabrico Infinito, ao Príncipe Real, em Lisboa, a primeira edição de Pack Light reúne 10 peças essenciais ao guarda-roupa masculino, que vão de encontro ao conceito "Less is More" e que a dupla considera serem especiais pela qualidade e beleza dos seus pormenores. Procurando o raro, o novo, e valorizando a tradição, Armando Cabral e Kalaf exploram vários aspectos do vestuário masculino, para apresentar o seu sentido de estilo.

“Mais do que uma Pop Up Store, sentimos a necessidade de criar uma plataforma onde pudéssemos expor os produtos que admiramos e que vamos reunindo ao longo das nossas viagens. Olhámos para as brands, fossem elas grandes ou pequenas, e para as pessoas que as consumiam, pois é nas narrativas singulares de cada um que queremos entrar. Focámo-nos no vestuário masculino, mas porque valorizamos os produtos para além da sua estética, porque admiramos como são feitos, quem os cria e a motivação que emprega, também nos centrámos nas ideias por detrás de cada uma das peças escolhidas e na forma como nos relacionamos com estas. Pack Light não é só um lifestyle; é a cultura da qual fazemos parte. As peças reunidas nesta primeira edição reflectem quer um estado de espírito em relação à moda quer a atitude que carregamos no nosso quotidiano, muito depois das luzes se apagarem, na manhã seguinte, quando enfrentamos o dia”, explicam Armando Cabral e Kalaf.

Não deixe de visitar a Pack Light Pop Up Store, nos próximos dias 4, 5 e 6 de Fevereiro, das 12h às 19h, no espaço Fabrico Infinito (Rua D. Pedro V, 74 – Lisboa).

http://www.packlighteditions.com/

FOTO E VÍDEO:
Fotografia: Frederico Martins
Styling: Paulo Gomes Modelos: Luís Borges, Fernando Cabral, Mauro Lopes e Hélio Morais.


LOVE ME BY DINO ALVES

LOVE ME é o nome do novo projecto de Dino Alves. Trata-se de uma edição limitada de joalharia em tricot, feita em malha de metal, que surge na sequência da colecção Primavera/Verão 2011, em que o criador explora as questões de identidade e a forma como lidamos com ela, como nos damos a ver e como somos vistos pelos outros. Agora, Dino Alves leva o tema ainda mais longe neste novo projecto de joalharia.

“Como se fosse possível trazer ao peito toda a malha e rede que construímos em torno de nós, todo o universo de sentimentos e expectativas pessoais e sociais em que nos projectamos. LOVE ME é uma forma física de representar os sentimentos virtuais e deixarmo-nos apanhar na ‘rede’, declarando o que queremos e esperamos uns dos outros no regresso à vida real”.

www.dinoalves.eu


FOTO:
Modelo: Matilde (Best Models)
Fotografia: Gonçalo Gaioso
Make-up: Nana Benjamim
Design Gráfico: Sebastião Teixeira

quinta-feira, 20 de janeiro de 2011

NOVA CAMPANHA PRADA VERÃO 2011

Para o Verão 2011, a marca italiana Prada apresenta uma campanha repleta de cor, diversão e linhas simples fotografada pelo grande mestre Steven Meisel e protagonizada pelas modelos Kingha Rajzak, Maria Carla Boscono, Tati Cotliar, Zuzanna Bijoch e Arizona Muse.

Com penteados estilo anos 20 e um look muito garçonne, as modelos dão vida a uma colecção tropical e selvagem de uma forma muito vanguardista e simultaneamente retro.

Riscas de cores intensas como o azul, o laranja e o amarelo combinadas com listas pretas tingem chapéus, saias, vestidos, calças e boas. Estampados de bananas e macacos pendurados em árvores dão um toque de diversão a saias e camisas boyfriend, que se misturam com peças em denim.

Nos acessórios, a marca aposta em grandes bolsas de uma só cor, em denim e em ráfia laranja ou preta, óculos em forma de borboleta com armação em massa branca e azul e cristais opacos, chapéus de aba larga com riscas coloridas e sapatos em ráfia plastificada com desenhos formados por pequenos quadrados.

Uma colecção colorida e cativante para vestir um Verão divertido e muito exótico!




CHRISTIAN LACROIX REGRESSA COM A DESIGUAL

Depois da sua triste despedida do mundo da moda, surgiram diversas especulações sobre possíveis soluções para salvar Christian Lacroix, incluindo um sócio capitalista árabe, mas acabou por ser a empresa espanhola de streetwear, Desigual, a responsável pelo tão esperado regresso do célebre designer francês.

Lacroix foi convidado a desenhar 30 peças para a colecção Outono/Inverno 2011/2012 da Desigual, que foi apresenta em Barcelona na passada segunda-feira. Esta colecção, intitulada “Dream”, marca o começo de uma nova etapa para o designer e pretende lançar uma mensagem de apoio a todos os sonhadores deste mundo: “Vive a vida que queres viver, segue o caminho que desejas, avança, supera-te e sobretudo sonha. ‘Dream’ chega com força para nos aproximar do mundo dos impossíveis, do inesperado, das misturas e dos saltos no tempo. Tudo é possível”.

Como resultado da mutua admiração e respeito por ambos os universos criativos, a equipa de design da Desigual e Christian Lacroix decidiram trabalhar juntos no desenvolvimento das peças especiais que se misturam pela primeira vez na colecção “Dream” e funcionam como uma introdução à colecção que será desvendada no próximo Verão 2012.

Para mulher, a Desigual propõe peças inspiradas num Inverno étnico típico dos países da Europa do Leste, com a linha Folk. As mulheres mais clássicas podem desfrutar da linha Desigual em estado puro, que mistura tricot e algodão com estampagens fortes.

A proposta para homem inclui uma linha muito Desigual de calças cargo, worker e peças muito “college”, e uma colecção cápsula de moda denim que joga com os extremos ao nível dos acabamentos, lavagens e paletas cromáticas.


terça-feira, 18 de janeiro de 2011

RETROSPECTIVA YOHJI YAMAMOTO NO V&A MUSEUM

Entre 12 de Março e 10 de Julho de 2011, o Victoria & Albert Museum, em Londres, irá apresentar uma grandiosa retrospectiva do trabalho de Yohji Yamamoto, um dos mais influentes, enigmáticos e visionários designers de moda do mundo. Esta é a sua primeira grande exposição individual no Reino Unido e compreende as 80 criações mais representativas do seu trabalho, juntamente com uma cronologia multimédia que revela a sua enorme energia criativa.

A exposição é projectada pelo colaborador de longa data de Yamamoto, Masao Nihei. No espaço principal estarão expostas cerca de 60 peças de roupa de homem e senhora juntamente com a cronologia da carreira de Yamamoto. As restantes peças serão exibidas em manequins dispostos pelos corredores do museu, ao lado de vários tesouros do V&A.

Yohji Yamamoto, nascido em Tóquio em 1943, tornou-se internacionalmente conhecido no início da década de 1980, por desafiar os conceitos tradicionais de moda com as suas peças de roupa oversized, com aspecto inacabado e confeccionadas em materiais pouco utilizados em colecções de moda como o feltro ou o neoprene. Yamamoto fez parte de uma nova vaga de designers japoneses que surgiu nos anos 1980, juntamente com Rei Kawakubo e Issey Miyake, que conquistaram Paris com a sua nova estética andrógina. Yamamoto distinguiu-se também pelo uso invulgar de padrões, sentido de humor e frequente e hábil uso do preto, uma cor que ele descreve como “modesta e arrogante ao mesmo tempo”.

LETTERING PRADA

A marca Prada acaba de apresentar o seu novo projecto “Lettering”, um serviço único de aplicação de monogramas pessoais nos seus acessórios, que está disponível exclusivamente em www.prada.com e em 12 das suas principais lojas em todo o mundo. Os icónicos artigos de viagem da marca italiana podem agora ser adornados com as iniciais escolhidas pelos clientes. Mochilas, trolleys e malas de mão em pele saffiano ou com estampagens camufladas podem ser customizadas com iniciais multicoloridas. Cada letra tem uma cor e um motivo gráfico, também em pele saffiano, totalizando 26 possibilidades de diferentes estilos.

O serviço está disponível desde o passado dia 15 de Janeiro no website da marca e numa selecção de lojas Prada em Milão, Roma, Paris, Londres, Mónaco, Nova Iorque, Tóquio, Hong Kong e Pequim.

segunda-feira, 17 de janeiro de 2011

JOSÉ ANTÓNIO TENENTE DESENHA FIGURINOS PARA ÓPERA “ANTIGONO”

No próximo dia 21 de Janeiro, estreia no Grande Auditório do Centro Cultural de Belém, a ópera “Antigono” com partitura de Antonio Mazzoni e libreto de Pietro Metastasio (1755), um projecto co-produzido pelo CCB e pela orquestra Divino Sospiro. Os figurinos são da autoria de José António Tenente.

“Antigono” teve uma primeira estreia em 1755, na Casa da Ópera do Paço da Ribeira, pouco antes da destruição daquele espaço com o terramoto de 1 de Novembro. O texto, da autoria de Pietro Metastasio, conta os “estranhos desastres” que sucedem a Antígono, rei da Macedónia, desde que se junta a Berenice, princesa do Egipto. A partitura de Mazzoni, que regressa agora à vida com a Divino Sospiro, sofreu um trabalho de edição crítica da responsabilidade de Nicholas McNair.

Esta produção representa também a estreia de José António Tenente na criação de figurinos para ópera. O designer, já com uma experiência considerável na criação de figurinos para dança e teatro, afirma estar particularmente entusiasmado por ‘vestir’ esta ópera. “Não podia ter sido melhor para começar... É absolutamente única a oportunidade de assistir ao 'renascer' de uma obra que estava esquecida há mais de 250 anos.”

“O meu trabalho insere-se no 'story board' criado pelo Carlos Pimenta e António Jorge Gonçalves com um ambiente visual muito preenchido e estimulante. Os figurinos contrapõem-no com uma imagem quase uniforme, mas forte e de leitura evidente. De desenho linear, as formas assentam em linhas geométricas e em manchas de cor únicas. Uma paleta cromática concisa e elementar: negro, vermelho e azul. Numa visão 'simplista', os bons de vermelho e os maus de negro. O azul, romântico, para Berenice, misteriosa, sedutora... Alusões subtis à antiguidade clássica, nomedamente, a partir das suas representações escultóricas ou pictóricas”, explica José António Tenente.

Um espectáculo a não perder!

CALENDARIO LARIOS COM NOVO FORMATO

Os novos formatos digitais imperam cada vez mais e o papel está a entrar em desuso. Cientes desta realidade, os responsáveis pelo calendario da Larios Dry Gin proposeram-se substituir o tradicional formato fotográfico por um projecto original: transformar os 12 meses de 2011 em doze curtas-metragens que serão desvendadas através da Internet.

Cada uma destas curtas-metragens, com duração de três minutos, irá reflectir uma experiência Larios de um ponto de vista distinto, mas seguindo sempre a premissa do slogan da campanha: “Refresca os teus sentidos”. Os protagonistas e os realizadores variam desde Rossy de Palma, que dirige as actrizes María León e María Forqué na primeira curta metragem, até Juanma Bajo Ulloa, que assina um musical inspirado nos anos 50, passando pelos bloggers Gala Gonzalez, Miranda Makaroff e Pelayo Díaz Zapico, que reinterpretam as últimas tendências numa curta-metragem rodada em Londres.

A ideia já foi dada a conhecer a través de um vídeo divulgado no Youtube. A apresentação oficial do novo calendario Larios coincidirá com a próxima edição da Cibeles Madrid Fashion Week, que terá lugar de 18 a 23 de Fevereiro.

sexta-feira, 14 de janeiro de 2011

MARCAS DE LUXO ANTECIPAM VERÃO

Numa altura em que os rigores do Inverno ainda se fazem sentir, as revistas de moda começam a exibir as primeiras imagens das campanhas Primavera/Verão 2011 das grandes marcas de luxo, protagonizadas pelas modelos mais procuradas do momento e realizadas pelos fotógrafos mais célebres.

Christian Dior escolheu Karlie Kloss para protagonizar uma campanha repleta de cor que mistura uma estética tropical com um toque retro. As imagens são da autoria de Steven Meisel, sob a direcção artística de John Galliano.

Steven Meisel foi também o responsável pela criação da imagem glamourosa, forte e algo decadente que Marc Jacobs procurava para a nova campanha da Louis Vuitton. As modelos Freja Beha Erichsen, Kristen McMenamy e Raquel Zimmermann encarnam uma extravagante fusão de Oriente com anos 70. Os resultados só serão revelados em Março.

Lindsey Wixson surge rodeada por borboletas na nova campanha da Alexander Mcqueen. Dona de uma beleza invulgar, Wilson será também o rosto de outras três marcas com filosofias muito dispares - Miu Miu, Versace e Mulberry - pondo à prova a sua capacidade camaleónica.

Rumor Willis, filha de Bruce Willis e Demi Moore, é a nova imagem da marca Badgley Miscka, enquanto Leighton Meester é o rosto da Missoni numa campanha realizada por Juergen Teller.


IMAGEM:
Campanha Christian Dior Primavera/Verão 2011

OS POSTAIS DE GILBERT & GEORGE

Gilbert & George revelaram o seu gosto por postais em 1972 com a exposição Postcard Art. Agora, passadas quase quatro décadas, a célebre dupla de artistas exibe uma nova colectânea de trabalhos que celebra a mais popular e acessível forma de arte. 564 novas fotografias em formato de postal compõem a série The Urethra Postcard Pictures, que visa subverter a iconografia da actual estrutura social, elevando temas e figuras marginalizadas pela sociedade a posições heróicas. 155 dessas fotografias estão em exibição até ao dia 19 de Fevereiro na galeria White Cube, em Londres.

A arte de Gilbert & George sempre descreveu com extrema clareza, rigor e intensidade a experiência de viver no mundo moderno. Os artistas focam aqueles objectos que raramente são considerados na linguagem da arte e da cultura contemporânea: objectos modestos, triviais, grosseiros, fora de moda, dúbios ou imperceptíveis.

Em The Urethra Postcard Pictures, Gilbert & George descrevem um mundo urbano moderno e uma sociedade sexual que é encoberta ou marginalizada nesse mundo. Neste grupo de fotografias, temas como a prostituição ou a sida são tratados com a mesma escala, estética e composição que a identidade cívica e a condição de nação.

Gilbert nasceu em Dolomites, Itália, em 1943. George nasceu em Devon, Inglaterra, em 1942. Actualmente vivem ambos em Londres. Juntos participaram em várias exposições de grupo e individuais, incluindo uma grandiosa retrospectiva na Tate Modern, em 2007. Foram distinguidos com o Turner Prize em 1984 e representaram Inglaterra na Bienal de Veneza em 2005.



quarta-feira, 12 de janeiro de 2011

CHANEL EM XANGAI

A partir do próximo dia 15 de Janeiro, o Museu de Arte Contemporânea de Xangai (MoCA) irá acolher uma exposição dedicada à relação entre Chanel e o mundo da Arte.

Em Dezembro de 2009, Chanel abriu a sua primeira loja em Xangai e apresentou o seu desfile de final de ano na mesma cidade, intitulado Paris-Shanghai. O evento foi precedido por uma curta-metragem realizada por Karl Lagerfeld, que relatava uma viagem imaginária de Mademoiselle Chanel à China.

Entre 15 de Janeiro e 14 de Março próximo, a casa Chanel reforçará a sua presença na cosmopolita cidade chinesa graças à exposição Culture Chanel, que focará as suas inspirações e as relações privilegiadas de Mademoiselle Chanel com diversos artistas da sua época, como Jean Cocteau, Salvador Dali ou o compositor Igor Stravinsky. No Museu de Arte Contemporânea de Xangai, que este ano comemora o seu 5º aniversário, o público poderá contemplar mais de 400 obras organizadas por temas - L’Origine, L’Abstraction, L’Invisible, La Liberté, L’Imaginaire - incluindo objectos de arte, manuscritos, filmes e peças de colecções antigas da casa Chanel.

MR PORTER : A VERSÃO MASCULINA DE NET-A-PORTER

A e-shop de luxo inglesa Net-a-Porter prepara-se para lançar, em Fevereiro próximo, a sua versão masculina: Mr Porter. “Além de uma plataforma acessível de shopping, Mr Porter será também um espaço onde as mulheres encontrarão inspiração quando fizerem compras para os homens da sua vida, maridos, namorados, filhos ou amigos”, explica Natalie Massenet, fundadora e presidente de Net-a-Porter.

Mr Porter funcionará como a versão feminina, apresentando, neste caso, uma cuidada selecção de grandes nomes da moda masculina como Ralph Lauren, Bottega Veneta, Gucci, Dunhill, Burberry, e dos melhores especialistas em acessórios - malas Valextra, sapatos John Lobb, chapéus Lock&Co e artigos de marroquinaria Swayne Adeney Brigg, entre outros.

Tal como a versão feminina, Mr Porter vai além da experiência do comércio electrónico puro, propondo conteúdos editoriais como conselhos de moda, artigos, entrevistas, vídeos e páginas de tendências, para dar inspiração e guiar os internautas nas suas compras.

terça-feira, 11 de janeiro de 2011

O NOVO TRABALHO DE CINDY SHERMAN

Entre 12 de Janeiro e 19 de Fevereiro, a galeria Sprüth Magers, em Londres, apresenta o novo trabalho da artista Cindy Sherman. Trata-se de uma série de murais fotográficos de grande formato que representam uma variedade de personagens excêntricas sobre um fundo de denso arvoredo. As personagens são a própria artista disfarçada, que combina, assim, os papéis de modelo e fotógrafa. Uma notável performer, Cindy Sherman capta com a sua câmara fotográfica as subtis distorções do seu rosto e corpo, tornando-os depois quase irreconhecíveis. Através da utilização de técnicas digitais, a artista manipula a escala de cada personagem, as suas expressões e o que as circunda.

Neste novo trabalho, intitulado Untitled (2010), Sherman substitui o tradicional formato da fotografia com moldura por grandes murais: uma mudança que reforça a diversidade da sua obra.

Desde o início da sua carreira em meados da década de 1970, Sherman tem usado frequentemente o seu próprio corpo como um instrumento, manipulando-o e disfarçando-o para criar uma série de intrigantes e provocadoras personagens. Essas figuras são muitas vezes confrontadoras e usadas para comentar temas como o sexo, a sexualidade e o papel da mulher na sociedade.




LACOSTE REVELA NOVA CAMPANHA "UNCONVENTIONAL CHIC"

Depois de cinco anos de campanhas publicitárias sobre a temática “Un Peu d’Air Sur Terre”, a marca Lacoste sofre uma viragem artística para a Primavera/Verão 2011. “Unconventional Chic”: assim define a Lacoste os looks que nos propõe para a próxima estação quente. A firma do visionário e audaz René Lacoste abandona o uso desportivo e convencional do seu clássico pólo para associá-lo a imagens mais sofisticadas, que reforçam os seus valores de elegância, audácia e contemporaneidade.

"Unconventional Chic" mistura sportswear e glamour numa série de imagens depuradas. Fotografadas pela dupla Mert Alas & Marcus Piggott, as modelos Anja Rubik e Lisa Kebede vestem o mítico pólo Lacoste sobre longos vestidos de noite cobertos de lantejoulas. Nohah Mills e Jon Kortajarena completam o casting nas propostas masculinas.












segunda-feira, 10 de janeiro de 2011

SCOTT SCHUMAN FALA SOBRE O SEU TRABALHO

O fotógrafo Scott Schuman, criador do famoso blogue “The Sartorialist”, explica num vídeo original como começou a sua relação com a Moda, como é o seu dia-a-dia a fotografar e o que procura nos seus "modelos".

http://thesartorialist.blogspot.com foi lançado em Setembro de 2005, como uma plataforma de apresentação do trabalho de Scott Schuman. Ao observar que havia uma discordância entre o que vendia no seu showroom e o que as pessoas vestiam na vida real, Schuman teve uma ideia: fotografar e mostrar pessoas normais nas ruas de Nova Iorque que tivessem um “look fashionable”. Assim nasceu o “The Sartorialist”, que conquistou de imediato inúmeros fãs e elogios por parte da imprensa de moda. O seu sucesso reflecte a actual influência dos blogues. Designers e caçadores de tendências recorrem muitas vezes ao “The Sartorialist” ou ao “Coolhunter” para pesquisar as últimas tendências.

Veja o vídeo.

EMMANUELLE ALT SUCEDE A CARINE ROITFELD

Emmanuelle Alt é a nova editor-in-chief da Vogue Paris. O director da Conde Nast, Xavier Romatet, anunciou que a partir do próximo dia 1 de Fevereiro, a actual editora de moda da Vogue Paris deixará o seu cargo para suceder a Carine Roitfeld na direcção geral da revista que é considerada como “a mais influente do mundo”.

Emmanuelle Alt dedicou toda a sua carreira à Moda, com um importante estágio na ELLE francesa. No ano 2000 integrou a equipa da Vogue Paris como editora de Moda e agora, após uma década de dedicação, assume o cargo máximo. Segundo Xavier Romatet, "Emmanuelle Alt cumpre com todos os requisitos profissionais e pessoais para assegurar a continuidade da Vogue Paris como uma referência mundial das revistas de moda”.

A decisão foi baseada na qualidade gráfica que a revista alcançou nos últimos 10 anos. A direcção da Conde Nast atribui o mérito a Emmanuelle Alt, pela cuidada selecção de fotógrafos e stylists que deram o seu melhor nos editoriais da Vogue.

“É uma grande honra para mim, além de um grande prazer, ter chegado à direcção da Vogue Paris, que eu conheço tão bem”, declarou Emmanuelle Alt, que reconhece o talento da sua equipa e promete “desenvolver ao máximo o potencial da revista”.