segunda-feira, 30 de junho de 2014

EXPOSIÇÃO DE ANDRÉ SARAIVA NO MUDE

Entre 4 de julho e 28 de setembro, o MUDE – Museu do Design e da Moda, Coleção Francisco Capelo, em Lisboa, dedica uma grandiosa exposição ao universo criativo do artista francês de origem portuguesa, André Saraiva, figura cimeira do graffiti mundial.

Pensada e desenhada como uma grande instalação no piso 3 do MUDE, a exposição integra cerca de 200 peças que abrangem as diferentes expressões artísticas em que André Saraiva tem trabalhado, dando, assim, a conhecer a sua vasta obra.

A exposição será acompanhada por um catálogo profusamente ilustrado. André Saraiva pintará ainda sete pranchas de surf brancas, desenhadas e produzidas pelas empresas portuguesas Semente, Polen, Micasurfbo ards, X-Cult, Jobsite, SPOSurf, Ahua que integrarão o espólio do MUDE.

Também por ocasião da exposição, a centenária Fábrica de Cerâmica Viúva Lamego vai oferecer à cidade de Lisboa um enorme mural de azulejos pintados à mão da autoria de André Saraiva. Com um comprimento total de 106 metros e 950 metros quadrados de área, o painel será colocado no muro do Jardim Boto Machado, junto à Feira da Ladra, Campo de Santa Clara. Além de se inserir na estratégia de promoção da arte pública e no programa de investigação, conservação e promoção do azulejo levados a cabo pela Câmara Municipal de Lisboa, esta obra - cuja colocação decorrerá entre setembro de 2014 e o início de 2015 - traduz um dos objetivos principais do MUDE, o de contribuir para a afirmação do design e da criatividade nacionais através do encontro entre designers e empresas.


ANDRÉ SARAIVA começou a trabalhar em graffiti em 1985 e nos anos noventa criou o “alter-ego” Mr.A, o famoso personagem de cabeça redonda, grande sorriso, olhos em forma de X e pernas lineares que se espalhou rapidamente pelas ruas de várias cidades europeias, habitando empenas de prédios, espaços devolutos, montras, fachadas e muros.

Desde então e sem perder a sua linguagem gráfica de origem, André Saraiva tem explorado outros territórios artísticos - instalação, pintura, serigrafia, curta-metragem, vídeo, etc - e colaborado com grandes marcas multinacionais, como Louis Vuitton, Levi’s, Moet & Chandon, Chloé, Chanel, Belvedere, Fendi, Cartier ou Givenchy, sendo considerado ‘um exemplo de como a linguagem marginal, irreverente e transgressora do graffiti foi sendo apropriada pelo sistema e pelas instituições’.

O resultado é um universo de objetos e produtos onde a sua linguagem irónica, descomprometida e sexual, por vezes subversiva, de cores vivas e contrastantes, faz a diferença. André Saraiva não abandonou, no entanto, as ruas, onde continua a deixar a sua marca através dos Love graffiti.




quinta-feira, 26 de junho de 2014

ARISTOCRAZY ABRE LOJA NO PORTO


A Aristocrazy acaba de abrir a sua segunda loja em Portugal. Depois do sucesso do seu espaço em Lisboa, a marca de joalharia espanhola instala-se agora num dos locais mais trendy da cidade Invicta: a Rua das Carmelitas.

Com dois andares de 100m2 cada, o novo espaço da Aristocrazy reflete o estilo caraterístico e inconfundível das lojas da marca. Tal como no espaço da Avenida da Liberdade em Lisboa, o design de interiores esteve a cargo do designer catalão Lázaro Rosa Violán, que trabalhou em conjunto com a carpintaria portuguesa São José para conseguir alcançar a imagem desejada. A loja do Porto diferencia-se, no entanto, da loja da capital por ter um showroom com escritório no primeiro piso e uma decoração mais detalhada.
 


A Aristocrazy aposta, desde a sua criação em 2010, na criação de um novo conceito de joalharia que respeita o savoir-faire e a tradição artesanal ligados às suas origens, mas com uma abordagem vanguardista.

Aliando as últimas tendências de moda e design a preços acessíveis, a Aristocrazy cria joias únicas para mulheres dinâmicas e cosmopolitas que gostam de personalizar os seus looks com peças especiais.

A partir de agora, essas peças únicas estão disponíveis também no Porto, na Rua das Carmelitas, 7-9. A loja está aberta de segunda-feira a sábado, das 10h00 às 19h30.

Não deixe de passar por lá!





quarta-feira, 25 de junho de 2014

DESIGNER ITALIANA GABRIELA LIGENZA LANÇA COLEÇÃO DE CHAPÉUS IMPRESSOS EM 3D


A designer de chapéus italiana estabelecida em Londres, Gabriela Ligenza, lançou recentemente uma coleção de chapéus impressos em 3D, para coincidir com o famoso festival de corrida de cavalos, Royal Ascot.

Importante marco no calendário social britânico, as corridas de cavalos em Ascot são, desde sempre, sinónimo de uma exuberante mostra de chapéus e este ano não será exceção. Gabriela Ligenza colaborou com os principais designers 3D para criar a sua coleção outono/inverno 2014/15. "Trabalhar com tecnologia de ponta, como a impressão 3D, permitiu-me criar o que antes era impossível na chapelaria tradicional", afirmou a designer.

Na impressão 3D podem ser utilizados materiais múltiplos, mas a grande dimensão dos chapéus de Gabriela Ligenza limitou a escolha ao nylon e ao aço inoxidável. Segundo a designer, o nylon foi a escolha óbvia devido à sua leveza, flexibilidade e capacidade de pormenorização.

Um dos chapéus da coleção, encomendado pela Great British Racing, inclui um poema escrito para o Royal Meeting pelo poeta Henry Birtles. Outro, um chapéu de casamento, é feito a partir das palavras do poema “Day Dream” de John Tessimond.
Outros chapéus buscam referências a formas e fórmulas matemáticas encontradas na natureza.

"Com um equilíbrio inteligente, antigas e novas técnicas podem existir em harmonia. A tecnologia, quando aplicada corretamente, não precisa de entrar em conflito com antigas formas de arte", afirmou Ligenza.



terça-feira, 24 de junho de 2014

VALENTIM QUARESMA INTEGRA EXPOSIÇÃO “REGARD SUR LE PORTUGAL” NO LUXEMBURGO



Valentim Quaresma continua a dar provas do seu talento. Apreciadas em todo o mundo, as suas criações únicas já foram expostas em várias mostras nacionais e internacionais e integram agora a exposição “Regard sur le Portugal” (Olhar sobre Portugal), que está patente até 15 de julho no Cour des Comptes Européenne, no Luxemburgo.

“Regard sur le Portugal” reúne uma meticulosa seleção de obras de artistas cujo trabalho singular reflete o panorama e a riqueza da arte portuguesa: André Shan Lima, Filipe Amaral, Graça Morais, João Filipe Bugalho, José Laranjeira Santos, Júlio Pomar, Paulo Ferreira, Rui Silva, Valentim Quaresma e Velhô.

Uma mostra imperdível para quem pretenda visitar o Luxemburgo nos próximos dias!


COUR DES COMPTES EUROPÉENNE
Bâtiment K2 - 5, rue Erasme
L-1468 Luxembourg

NA IMAGEM: “Queen D.” 66x60 cm. Uma das quatro esculturas expostas de Valentim Quaresma.

CAV DE COIMBRA APRESENTA “O OLHO DO TIGRE”




Sob o título “O Olho do Tigre” - numa assumida referência ao conhecido poema de William Blake, publicado em 1794 e incluído na sua obra “Songs of Experience” - está patente no Centro de Artes Visuais (CAV) de Coimbra, uma exposição coletiva que reúne um conjunto de obras de arte contemporânea pertencentes à coleção particular de Julião Sarmento.

Ao longo da sua vida, Julião Sarmento foi reunindo um conjunto significativo de obras que espelham o seu diálogo estreito com a arte e o desenvolvimento de parcerias e colaborações com outros artistas.

Após a apresentação no início deste ano na Appleton Square, em Lisboa, a mostra “O Olho do Tigre” instala-se agora no espaço do Pátio da Inquisição, em Coimbra, reunindo obras de autores fundamentais da arte contemporânea internacional: Marina Abramovic, Francis Alÿs, Michael Biberstein, Fernando Calhau, Luca Cambiaso, Rui Chafes, Alexandre Estrela, Nan Goldin, Thomas Hirschhorn, Rita McBride, Jorge Molder, Matt Mullican, Juan Muñoz, Bruce Nauman, Ernesto Neto, Tobias Rehberger, Gerhard Richter, Ed Ruscha, Juan Carlos Savater, Rosemarie Trockel, Lawrence Weiner e Erwin Wurm.

Ana Anacleto, curadora da exposição, explica: “faz todo o sentido trazê-la a Coimbra, como faz todo o sentido manter a atividade cultural na cidade e mantê-la para além das fronteiras portuguesas, trazer contextos internacionais”. Também porque, sublinha, “neste lugar existe um passado, existe uma coleção construída igualmente numa intensa teia de relações” . E o facto é que esta exposição acaba por espelhar um pouco tudo isso: “a tradição de presenças internacionais na cidade, um público privilegiado, o Colégio das Artes a funcionar na Universidade de Coimbra com cursos de mestrado e doutoramento centrados nos Estudos Artísticos”.

A mostra estará patente ao público até 7 de setembro.

sexta-feira, 20 de junho de 2014

MAISON NUNO GAMA INAUGUROU ONTEM




Rua do Século 171, no Príncipe Real, é a morada da nova Maison Nuno Gama, inaugurada ontem. Um espaço acolhedor dedicado à moda e à beleza masculina, que além da loja, atelier e showroom do conhecido designer português, acolhe também uma barbearia e brevemente uma cafetaria (abertura prevista para o próximo outono).

Neste novo espaço, os clientes podem encontrar as linhas de pronto-a-vestir, acessórios e calçado Nuno Gama e também cuidar de si.

A luminosidade e o jogo de opostos foram os principais focos da decoração, que tal como seria de esperar, tem um cunho muito pessoal de Nuno Gama: simples mas ao mesmo tempo especial e sofisticada, conjugando cores claras e materiais modernos com peças artesanais. Destaque para os candeeiros tricotados pelas artesãs com quem o designer trabalha regularmente na linha de roupa.

Especialmente dedicada ao homem urbano contemporâneo, a Maison Nuno Gama é um espaço de visita obrigatória.

MAISON NUNO GAMA
Rua do Século 171 - Lisboa
Tel: 21 347 90 68

Horário:
Seg-Sab: 10h-20h
Dom: 11h-20h



GISELE BÜNDCHEN É O NOVO ROSTO DE STUART WEITZMAN




Após três estações como musa de Stuart Weitzman, Kate Moss é agora substituída por Gisele Bündchen. A modelo brasileira foi fotografada por Mario Testino para a campanha outono/inverno 2014 da famosa marca de calçado americana. Segundo Stuart Weitzman, "Gisele é uma profissional experiente e exemplifica a mulher Stuart Weitzman com o seu entusiasmo pela vida, amor e família". Na única fotografia revelada até o momento, Gisele aparece em topless, com umas calças skinny brancas e umas ankle boots pretas.

As imagens da coleção - todas a preto e branco - apostam numa estética minimalista para transmitir a relação profunda que surge entre a mulher e os seus sapatos.

As botas são as protagonistas absolutas da coleção de Stuart Weitzman, especialmente o icónico modelo 5050, que se renova nesta estação através de múltiplos detalhes inspirados nos anos 1960. A campanha será lançada nos Estados Unidos, Itália, França, Inglaterra, Dubai, Alemanha, Espanha e Ásia.

Veja o vídeo de making of.




quinta-feira, 19 de junho de 2014

CASA DA CERCA EXPÕE “O DESENHO ESTÁ NA MODA”




O desenho aplicado à indústria têxtil e da moda é o tema da exposição atualmente patente na Casa da Cerca - Centro de Arte Contemporânea, em Almada, que reúne o trabalho de 5 grandes nomes da moda nacional - aforestdesign (Sara Lamúrias), Alexandra Moura, Pé de Chumbo (Alexandra Oliveira), Nuno Gama, Valentim Quaresma - e da marca Burel Factory.

A exposição intitula-se “O Desenho está na Moda” e encontra-se dividida em quatro núcleos: “O Corpo Social”, “O Corpo Assinado”, “Sublinhar o Corpo” e “O Corpo dos Materiais”, pretendendo mostrar, de forma cronológica, a história do traje desde o século XVIII até aos anos 1990 e a forma como o corpo tem sido “pensado e desenhado” ao longo dos anos, ao mesmo tempo que dá destaque às criações de autor.

“O Corpo Social” apresenta uma breve cronologia da história do traje, desde meados do século XVIII até aos anos 90 do século XX, na qual se evidencia o modo como o corpo tem sido concebido e desenhado, sobretudo em termos da silhueta.

“O Corpo Assinado” mostra trabalhos de 4 dos autores que integram a exposição: aforestdesign (Sara Lamúrias), Alexandra Moura, Pé de Chumbo e Nuno Gama.

“Sublinhar o Corpo” expõe as criações de Valentim Quaresma, cuja obra se encontra a meio caminho entre a joia e a escultura, modelando e sublinhando o corpo com o elemento ornamental.

“O Corpo Dos Materiais” apresenta parte do trabalho da Burel Factory.

A exposição, comissariada pela Casa da Cerca - Centro de Arte Contemporânea, estará patente até 21 de setembro, com entrada livre.

NA IMAGEM: Núcleo “Sublinhar o Corpo”, com criações de Valentim Quaresma

DIESEL APRESENTA CAMPANHA NEO-NEOCLÁSSICA




A Diesel divulgou recentemente imagens da sua campanha Pre Fall 2014, que marca o início da nova era da marca italiana, que agora conta com Nicola Formichetti na direção criativa. As peças utilizadas são da primeira coleção completa de Formichetti. As fotografias possuem referências neoclássicas, misturando diversos estilos. De Titian e Tiepolo a Avedon e Arbus, uma riqueza de imagens visuais são relembradas e reimaginadas por Nick Knight e Nicola Formichetti para completar a campanha Neo-Neoclássica da Diesel.

“Observamos muitas fabulosas imagens, desde publicidade de moda às belas artes, que moldaram a nossa forma de olhar para as coisas. Quisemos uni-los: pop Picasso-style! – através do uso de meios digitais. Em muitas formas, foi olhar para as grandes obras da história, desde Miguel Ângelo a Avedon. Agora, a Diesel Reboot está completa, é a solidificação de uma nova visão para a Diesel. E com novos começos há sempre um certo olhar para trás para seguir em frente, surgindo aqui como uma espécie de Neo-Neoclassicismo na campanha.” comenta Nicola Formichetti, diretor artístico da Diesel.

A campanha foi fotografada por Nick Knight, que completa: “Há uma tentativa deliberada de olhar para a arte italiana através dos séculos, até à Renascença. A ideia era juntar grandes momentos da cultura visual de que nós gostamos. O que é interessante, ao nos referirmos a estes grandes momentos, é que Nicola está também a trazer a sua comunidade ‘glitching’; o sentimento de algo global e novo. É a justaposição dos dois, do clássico e do digital que nos fazem ser mais fortes.”

Dando continuidade ao projeto Diesel Reboot, tanto a coleção quanto a campanha olham para o passado para trilhar o futuro da marca, sempre com raízes visuais na cidade de Veneza, onde se realizou o desfile de estreia de Nicola Formichetti para a Diesel.

Estrelas como Kiko Mizuhara sentam-se ao lado de rapazes e homens musculados. Todos fazem parte da nova, democraticamente global, comunidade “glitched” da Diesel.

quarta-feira, 18 de junho de 2014

EMBAIXADA APRESENTA DOIS NOVOS PROJETOS CULTURAIS



A programação cultural da EmbaiXada, no Príncipe Real, continua com dois novos projetos culturais: “The Attic ­ artists in residence”, um espaço dedicado à arte e criação artística, e “A Assistente Virtuosa de Calouste Gulbenkian”, uma exposição de homenagem a Miss Knott.

Hoje inaugura THE ATTIC, uma montra pop-up de arte que acolhe artistas independentes de Lisboa das mais variadas disciplinas. Neste projeto, os artistas são convidados a “residir” no terceiro andar da EmbaiXada e a conceber trabalho artístico. A cada dois meses, novos artistas são chamados a participar e a acrescentar a sua marca ao projeto. Os artistas são convidados com base na sua relação não-convencional com a arte, originalidade e abordagem autónoma e independente.

Para além de ser um espaço físico, o ATTIC representa um trabalho dinâmico em desenvolvimento e também um projeto que entra em diálogo com a arquitetura histórica da cidade. São quatro intervenções sucessivas que vão ter lugar até ao final do ano de 2014, com o objetivo de promover um dinamismo artístico desafiante na capital portuguesa.

A exposição “A Assistente Virtuosa de Calouste Gulbenkian” inaugura amanhã no piso 1 da EmbaiXada, na sala “Shoes Closet”. Em exibição estarão objetos pessoais do espólio de Miss Knott, como alguns exemplares de chapéus, vestidos e acessórios de moda que a assistente pessoal de Calouste Gulbenkian usou em diversas ocasiões e que revelam o glamour e a elegância dos anos 50 em Portugal. Durante o evento de inauguração (19 de junho, pelas 18 horas) vai realizar­se um workshop de técnicas de feltragem de chapéus.

FOTO: © aNETO14


terça-feira, 17 de junho de 2014

CATARINA OLIVEIRA REPRESENTA PORTUGAL NO FESTIVAL FASHIONCLASH


A jovem designer Catarina Oliveira, que a ModaLisboa deu a conhecer em outubro de 2013 na plataforma Sangue Novo, foi convidada para apresentar o seu trabalho no festival de moda holandês, FashionClash, que reúne talentos emergentes de todo o mundo.

O FashionClash decorreu entre 12 e 15 de junho na cidade de Maastricht, e incluiu desfiles, exposições, performances de teatro e dança, lojas pop-up, palestras, workshops e filmes de moda. 100 designers e artistas oriundos de 30 países diferentes tiveram a oportunidade única de mostrar o seu trabalho a vários profissionais de moda internacionais.

Catarina Oliveira foi a única designer portuguesa selecionada e levou até Maastricht a sua coleção para o outono/inverno 14/15, Unfold, que apresentou em março passado no desfile Sangue Novo da ModaLisboa.




quinta-feira, 12 de junho de 2014

LOEWE PRESTA HOMENAGEM A LILLIAN BASSMAN



A Fundação Loewe presta homenagem à icónica fotógrafa de moda, Lillian Bassman, com a apresentação de uma grandiosa exposição que reúne uma seleção de imagens representativas dos distintos períodos da sua carreira artística. Intitulada “Lillian Bassman. Pinceladas”, a mostra está patente até 31 de agosto na Calle Serrano 26, em Madrid, e instala-se posteriormente na Galería Loewe de Barcelona, de 8 de setembro a 9 de novembro.

Um dos maiores nomes da fotografia de moda da segunda metade do século XX, Lillian Bassman distinguiu-se pelas suas imagens de fortes contrastes, com efeitos de aclaramento e desfocagem, conseguidos através da manipulação química do negativo. De 1940 a 1960, trabalhou como fotógrafa de moda e diretora de arte na Harper’s Bazaar. Na Junior Bazaar, trabalhou com Richard Avedon, Robert Frank, Faurer Louis, Arnold Newman e Paul Himmel.

No início dos anos 70, integrou o seleto grupo dos mais importantes fotógrafos de moda do século XX. Todavia, desiludida com os costumes do final dos anos 60 e cansada do mundo da moda, destruiu grande parte da sua coleção de negativos. Segundo ela, já não havia margem para a experimentação e por isso decidiu dedicar-se a projetos fotográficos pessoais. Começou a usar a câmara escura e a tirar fotografias de si própria, jogando com a abstração das imagens e evocando um mundo de sonhos sensuais.

Foi apenas no início da década de 1990 que Lillian resolveu recuperar as suas antigas fotos com técnicas de Photoshop. Manipulou imagens, descoloriu planos de fundo, aumentou contrastes, desenhou e criou diferentes efeitos pictóricos, deixando tudo mais etéreo do que originalmente. "Eu estava interessada em criar uma visão que ia além do que a câmara via. Esta forma de tratar a fotografia resulta da minha experiência com o desenho e a pintura", afirmou Lillian Bassman, que combinou disciplinas como a pintura e o desenho com a dança, e integrou-as no seu trabalho como fotógrafa para criar uma linguagem única.


quarta-feira, 11 de junho de 2014

FORD MODELS PROCURA NEW FACE PARA DESFILES CHANEL E FENDI


A famosa modelo Cara Delevigne não irá acompanhar Karl Lagerfeld no final do próximo desfile da Chanel, como habitualmente. O papel será desempenhado por uma new face, ainda desconhecida.

A V Magazine e a Ford Models lançaram um concurso para descobrir a nova modelo que irá desfilar ao lado do kaiser nos desfiles primavera/verão 2015 da Chanel, em Paris, e Fendi, em Milão. A vencedora será também fotografada por Karl Lagerfeld para um editorial da V Magazine e assinará um contrato com a agência Ford.

As aspirantes a modelos que tiverem interesse no honrado cargo, podem registar-se no site do concurso - http://scouting.fordmodels.com/V - e postar uma foto no seu perfil no instagram com a hashtag #walkwithkarl, até o dia 1 de setembro.

quinta-feira, 5 de junho de 2014

FUNDAÇÃO HELMUT NEWTON COMEMORA 10º ANIVERSÁRIO COM DUAS GRANDES EXPOSIÇÕES


Para celebrar o seu 10º aniversário, a Fundação Helmut Newton, em Berlim, apresenta duas grandes exposições: “Helmut Newton / Alice Springs: Us and Them” e “Helmut Newton: Sex and Landscapes”.

Helmut Newton tornou-se um nome familiar no mundo da moda, tendo fotografado para publicações como Vogue e Harper's Bazaar, desde o final dos anos 1950 até à sua morte em 2004.

“Us and Them” é uma exposição coletiva de fotografias de Helmut Newton e da sua mulher June, mais conhecida por Alice Springs, que documenta a sua vida conjunta através de retratos íntimos e cândidos. A mostra inclui também uma série de autorretratos de ambos os artistas.

Em exibição está também “Sex and Landscape”, uma mostra individual de Helmut Newton que revela um outro lado do seu trabalho, reunindo uma série de fotografias de grande formato de paisagens e nus icónicos que o fotógrafo tirou entre 1974 e 2001.

As exposições estão ambas patentes até 16 de novembro de 2014.



FOTOS (Da esquerda para a direita):
1 - Monica Belluci Monte Carlo, 2001. © Helmut Newton
2 - Brigitte Nielsen and son, Beverly Hills, 1990. © Alice Springs
3 - In our Kitchen, Rue Aubriot, Paris, 1972. © Helmut Newton
4 - Helmut Newton Monte Carlo, 1987. © Alice Springs

RETROSPETIVA DE DAVID BOWIE EM BERLIM


A grande retrospetiva da vida e obra de David Bowie apresentada em 2013 no V&A Museum instala-se agora no museu Martin-Gropius-Bau, em Berlim. Patente até 10 de agosto, a exposição explora o processo criativo e as mudanças de estilo do famoso músico e ícone cultural.

Freddie Mercury, Michael Jackson e outros reis do pop revolucionaram todos a moda do seu tempo. Mas David Bowie foi um dos que mais se distinguiu, pela sua capacidade singular de transformação e adaptação a diferentes épocas e estilos. O cantor, nascido em Brixton, experimentou as maquilhagens mais inusitadas e as roupas mais inesperadas. Na década de 1970 encarnou um alter ego chamado Ziggy Stardust e destacou-se pelo visual andrógino e muito particular: o cabelo extravagante, a tez lívida, as roupas com estampagens hipnóticas. "Fora dos palcos sou um robot. No palco adquiro emoção. Provavelmente é por isso que prefiro vestir-me como Ziggy do que como David", afirmou o artista.

A exposição agora patente no museu Martin-Gropius-Bau explora as colaborações de David Bowie com vários artistas e criativos das áreas da moda, música, teatro, arte e cinema. Em exibição estão mais de 300 objetos, incluindo os bodysuits desenhados por Freddie Burretti, trechos de filmes e performances ao vivo, vídeos de música e projetos de set design criados para a digressão Diamond Dogs (1974), assim como vários objetos pessoais do cantor, incluindo storyboards, letras manuscritas, esboços, partituras musicais e excertos do seu diário.


FOTOS (da esquerda para a direita):
1 - Fotografia para capa do álbum “Aladdin Sane”, 1973. © Brian Duffy
2 - Bodysuit para álbum Aladdin Sane, 1973. Design: Kansai Yamamoto. © Masayoshi Sukita
3 - Fotografia original para capa do álbum “Earthling”, 1997. Design: Alexander McQueen em colaboração com David Bowie. © Frank W Ockenfels 3