terça-feira, 7 de junho de 2016

MALA LADY DIOR REINTERPRETADA POR MARC QUINN



Para comemorar a abertura da nova loja Dior na New Bond Street, em Londres, a casa francesa apresenta uma coleção de edição limitada de malas Lady Dior e pequenos acessórios em pele reinterpretados pelo artista britânico, Marc Quinn.

Uma figura de renome no mundo da arte contemporânea, Marc Quinn transpôs as suas pinturas a óleo hiper-realistas e coloridas para os acessórios Dior, transformando-os em obras de arte. A icónica mala Lady Dior surge adornada com uma íris azul na parte da frente, e com o mesmo motivo em negativo no lado oposto. “Iris provém da palavra grega para arco-íris, e as cores celebram a individualidade", afirma o artista. E acrescenta: "No meio, há o vazio negro da pupila, que recorda o mistério e a incerteza da existência."

Marc Quinn apresenta também uma série de malas Lady Dior adornadas com padrões florais, onde utiliza a mesma técnica de inversão de cores: as pétalas de uma orquídea são brancas e ou pretas, dependendo do lado da mala escolhido. O artista criou ainda uma versão da Lady Dior em couro prateado com um motivo floral gravado em relevo. Clutches e carteiras completam esta coleção de edição limitada, que está disponível na nova loja Dior da New Bond Street, em Londres.

Com esta colaboração única, a casa Dior reforça a sua ligação ao mundo da arte.



Sem comentários: