quinta-feira, 8 de março de 2012

LIDIJA KOLOVRAT


COLEÇÃO INVERNO 2013

DOWNLOAD PRESS RELEASE >


EM CONVERSA COM LIDIJA KOLOVRAT

Daily ModaLisboa - Como interpreta o tema desta edição da ModaLisboa: Freedom?
Lidija Kolovrat - Podemos interpretá-lo como algo absolutamente fútil. Mas na realidade as coisas livres (ou não) em tudo dependem da liberdade que se sente para se poder fazer as coisas (mais ou menos) interessantes. Sendo assim, e encarando a ModaLisboa como uma plataforma de projeção do trabalho de Moda Portuguesa, os designers e quem observa o seu trabalho devem sentir que existe liberdade entre aquilo que fazem e o que se espera ver.

- Considera que tem total liberdade criativa ou sente-se condicionada por tendências, pela opinião do público ou outros fatores?
Na realidade o que são tendências? Não mais do que presença do tempo a passar pela nossa vida. É aquilo que não nos permite estar eternamente presos ao passado. Neste ponto de vista, as tendências não me condicionam, são um canal condutor de inspiração.

- Qual a “lição” mais importante que já aprendeu ao longo da sua carreira?
Podem ser várias, não sei se aprendi efetivamente uma em concreto. Mas cada vez dou mais importância ao saber separar o negócio da criatividade.

- Se fosse convidada a criar um monumento para “amantes de moda” como seria?
Poderia criar muitas coisas, dependendo do dia ou da noite… Um carro, um sapato (como aconteceu ainda ontem…), lençóis, objetos, enfim que não sejam de absoluta necessidade mas que o pudessem “transportar”. Qualquer objeto, qualquer acessório, peças de vestuário… no meu ponto de vista o que interessa criar é aquilo que possa inspirar as pessoas, gerar pontos de inspiração.

- Quais as suas propostas para o inverno 2013?
Tentar somente o bom gosto é algo muito aborrecido. Dar espaço à liberdade, ser diferente e único, explorar o nosso corpo e as formas que nos rodeiam.






DESFILE



Sem comentários: