domingo, 13 de março de 2011

MIGUEL VIEIRA


COLECÇÃO INVERNO 2012

EM CONVERSA COM MIGUEL VIEIRA

Daily ModaLisboa - Qual a importância da ModaLisboa para a divulgação e desenvolvimento do trabalho dos Criadores de Moda Portugueses, ao longo dos últimos 20 anos?

Miguel Vieira - Para qualquer país que seja desenvolvido e que pretenda dar uma visão da contemporaneidade do mesmo é sobejamente importante ter uma semana de moda. Coube à Lisboa Fashion Week esse papel no panorama português. E ao longo destes 20 anos, acrescentou variados itens que enaltecem o “cartão de visita” de cada criador de moda.


- De todas as edições da ModaLisboa em que participou, destaque:

- A edição mais memorável?

19ª Edição – primavera / verão 2003. Devido ao facto de nessa altura estar a meio de um tratamento de quimioterapia, e ter saído do hospital para me deslocar a Lisboa, para fazer o desfile. Nessa altura era uma situação semi-pública, e lembro-me do apoio do público que se encontrava na sala a assistir ao desfile me ter confortado bastante.

- O melhor tema?
21ª Edição, “Amor a Portugal”, ia-se realizar o euro 2004 e existia uma forte alusão a tudo que era Português.

- O melhor local?
Gostei tanto de ter desfilado em Lisboa como em Cascais.

- A melhor passerelle?
Acho que a ModaLisboa conseguiu sempre adaptar as passerelles aos locais onde se desenrolavam os respectivos desfiles de uma forma muito coerente e harmoniosa. Algo que não é fácil, devido ao facto de ter de “agradar” a um elevado número de criadores com filosofias/conceitos diferentes. Uma das que mais gostei foi nos “Armazéns Terlis”.

- A melhor colecção que apresentou?
Para mim é sempre a última apresentada.

- A situação / experiência mais curiosa que viveu?
14ª Edição. Faltava cerca de 2 horas para o desfile começar quando o meu staff detectou a ausência de uma “caixa” que possuía variados acessórios para os manequins usarem. Saiu um carro de Lisboa até ao meio da auto-estrada e outro do atelier em direcção ao sul para se encontrarem e trazerem a respectiva caixa. Caixa essa com os acessórios que chegou ao local do desfile em cima da hora deste começar. Foi muito Stress. Mas acabou tudo bem.

- O que mudou no seu trabalho ao longo das várias edições?
Maior profissionalismo, maior maturidade, maior serenidade.


- Que mensagem gostaria de deixar à ModaLisboa neste 20º aniversário?
Feliz aniversário! Muitos parabéns aos mentores da 1ª Fashion Week e obrigado a todos que ao longo destes anos tornaram possível a evolução da Moda Portuguesa.

- Fale-nos um pouco da colecção que vai apresentar nesta edição comemorativa.
A colecção chama-se “O Perfeito Anfitrião”. O cenário poderia ser uma sumptuosa mansão aristocrática, de jardins infindáveis e decoração esmerada. O champanhe borbulha e a música compõe o ambiente perfeito. Nos seus jardins infindáveis, homens e mulheres, chiques e elegantes, de porte quase real, circulam animadamente nos seus fatos impecáveis e vestidos glamorosos. O moderno e o clássico fundem-se, originando um look actual, mas que não dispensa detalhes, decididamente, elegantes. Um estilo artístico, quase poético mas moderno, para homens e mulheres com personalidade e com um apurado sentido estético em que a essência do estilo é serem eles próprios.
O perfeito anfitrião? Um homem contemporâneo, que não tem medo de arriscar, gosta de se divertir e é ousado na sua maneira de vestir, mas não prescinde dos acessórios de luxo, dos seus modos refinados, o perfeito cavalheiro. É o novo Dandy...




DESFILE



1 comentário:

Anónimo disse...

Parabéns :)