sexta-feira, 7 de outubro de 2011

V!TOR . LAB

COLECÇÃO VERÃO 2012

DOWNLOAD PRESS RELEASE >


EM CONVERSA COM VÍTOR

Daily ModaLisboa - Ser designer de moda em Portugal é um desafio? Porquê?
Vítor - Não penso que ser designer seja um desafio maior do que ter qualquer outra profissão em Portugal. Os desafios que se têm são pedras que nós mesmo colocamos no nosso caminho quando nos definimos como pessoa e como designer. E sem desafios não faz sentido!

- Defina o seu trabalho em 5 palavras a partir de ideias, pessoas, lugares, objectos ou adjectivos.
Sempre muito complicado. A definição para mim é difícil, prefiro definir o V!TOR (ou Vítor) da Primavera/Verão 2012: Nómada / Cru / Intemporal / Honesto / Multimédia.

- Na sua opinião, quais as peças must-have que não podem faltar no guarda-roupa de uma mulher? E no guarda-roupa masculino?
Outra pergunta difícil para mim. Sempre fui contra a homogeneização, sobretudo na actualidade, tanto o homem quanto a mulher devem ter o guarda-roupa inteiro cheio de carácter. Seja um vestido preto, umas calças jeans, uma boa t-shirt básica, facto é que ter um belo carácter no guarda-roupa fica sempre bem!

- O que é mais importante para si no momento em que a sua colecção sobe à passerelle?
Eu sou um 'concept freak', gosto de desenvolver conceito, dizer alguma coisa e ligar isso tudo na apresentação final. É importante que a minha colecção comunique nos mais diversos âmbitos. Falar, abrir discussão e concluir entre forma e conceito uma imagem geral que instigue atenção e reflicta quem está a assistir é para mim o mais importante!

- Quais as suas propostas para a Primavera/Verão 2012?
Para esta estação, apresento a colecção RROM, que antes de nada é uma perspectiva imensamente social e biográfica da comunidade cigana. Não sou cigano, mas às vezes sinto-me cigano. Isso é parte de mim. Assim como a colecção leva parte de mim. A reinterpretação dos ready-mades e a personificação em uma atmosfera que engloba uma paleta de cores interminável e que se baseia em jerseys e algodões contrastados com o prateado da joalharia que reflecte os valores da comunidade em questão.



DESFILE

Sem comentários: