terça-feira, 6 de março de 2012

MODALISBOA ASSOCIA-SE AO FREEDOM DICTIONARY DA AMNISTIA INTERNACIONAL PORTUGAL

A ModaLisboa associou-se ao projeto Freedom Dictionary (www.freedomdictionary.org) da Amnistia Internacional Portugal que quer libertar mais de 155.000 palavras e promover a liberdade de expressão no Médio Oriente e Norte de África.

O projeto Freedom Dictionary tem como ambição libertar palavras que estão presas pela censura e consiste num dicionário online composto por palavras que serão libertadas pelas pessoas através da internet. Para participar no projeto, basta entrar no site www.freedomdictionary.org, escolher uma palavra para libertar e partilhar o feito nas redes sociais. Cada pessoa poderá libertar apenas uma palavra que ficará associada ao seu nome, dando os merecidos créditos ao “redentor”. No dia 3 de maio, o Dia Mundial da Liberdade de Imprensa, o projeto chega ao fim. Serão impressas 11 cópias do dicionário e enviadas para 11 países onde revoluções ainda estão a decorrer (Tunísia, Egito, Líbia, Iémen, Síria, Bahrein, Iraque, Argélia, Irão, Marrocos e Arábia Saudita). No dicionário impresso, as pessoas poderão também identificar quem libertou cada palavra. As palavras que não forem libertadas, não constarão no dicionário final e no seu lugar ficará um espaço em branco. O conceito criativo do Freedom Dictionary é da agência de publicidade TORKE e foi desenvolvido e implementado em parceria com a agência de comunicação digital WIZ Interactive que promoveu a ligação à 38ª edição da ModaLisboa.

“Este é um projeto em que podemos fazer a diferença. Uma palavra de cada vez.” afirma Eduarda Abbondanza, diretora da ModaLisboa.

Numa edição que promete renovação, criatividade e dinamismo mas também muita liberdade, a ModaLisboa dá o mote (Freedom) e desafia os visitantes a libertarem uma palavra que outros possam utilizar para alcançarem a sua própria liberdade de expressão. O desafio está lançado! Freedom representa a liberdade de pensamento e a renovação do estabelecido, tanto na moda como na vida. E são precisas muitas palavras para responder à multiplicidade das linguagens da moda.

Sem comentários: