Obrigada pela sua visita. O blogue dailymodalisboa.blogspot.pt vai ser desativado em breve. Todos os conteúdos estão agora disponíveis no site www.modalisboa.pt, para onde vai ser redirecionado.


Thank you for your visit. Dailymodalisboa.blogspot.pt will be disabled soon. All contents are now available on the website www.modalisboa.pt, to which you will be redirected.






terça-feira, 31 de agosto de 2010

TRIBUTO A CORINNE DAY

"A fotografia é chegar o mais perto possível da vida real, mostrando-nos coisas que normalmente não se vêem. Estes são os momentos mais íntimos das pessoas, e às vezes a intimidade é triste" - Corinne Day

O mundo da Moda está de luto. Corinne Day, a fotógrafa responsável por revelar ao mundo a beleza de Kate Moss, na edição histórica da revista The Face de Julho de 1990, faleceu na passada sexta-feira, 27 de Agosto, vítima de cancro cerebral.

Nascida em 1965, Corinne Day foi uma das fundadoras do estilo heroin chic que marcou a moda nos anos 90 e que hoje serve como referência de imagem para a nova geração de fotógrafos e stylists. Corinne tinha um olhar apurado para fazer imagens de moda. De forma quase documental, ela registrava retratos francos e íntimos, como as fotografias de Kate Moss, então com 15 anos, no editorial para a revista The Face em Julho de 1990. Em 1993, Day fotografou a mesma modelo no seu próprio apartamento para a Vogue inglesa, mas as imagens cruas causaram surpresa e desconforto. Depois de severas críticas por conta deste ensaio, ela afastou-se das publicações de moda. Nos sete anos seguintes, passou grande parte do tempo a tirar fotografias para o seu primeiro livro, Diary (Kruse Verlag, 2000), um relato pessoal intensamente visual da sua vida e dos seus amigos.

Nos últimos anos da sua vida, Corinne Day voltou a fotografar para várias revistas, como a Vogue nas suas edições inglesa, italiana e japonesa. O seu trabalho foi exposto em galerias e museus em todo o mundo, incluindo a National Portrait Gallery (Londres), o V&A Museum (Londres), a Tate Modern (Londres), e o Whitney Museum (Nova Iorque).

“Corinne era uma fotógrafa de grande talento e integridade. O seu trabalho para a Vogue Inglesa era totalmente original e será sempre recordado. Ela soube captar a beleza natural como muito poucos”, afirmou Alexandra Shulman, editora da Vogue inglesa.

As suas emblemáticas fotografias ficarão para sempre na nossa memória.

1 comentário:

SS disse...

Engraçado que ontem também tive uma nostalgia anos 90 e publiquei no meu blog essa primeira capa da Kate Moss :) Não fazia ideia de que a fotógrafa tinha morrido, fez excelentes trabalhos!