quarta-feira, 28 de outubro de 2009

O FUTURO ESTÁ NOS BÁSICOS

A aguardada colecção de Jil Sander para a marca japonesa Uniqlo, chamada simplesmente +J, apresenta-se como a definitiva democratização da moda, onde o luxo se baseia na simplicidade dos detalhes e na pureza do design. Um luxo ao alcance de todos, há muito esperado.

A responsável deste leitmotif sabe do que fala. Jil Sander tornou-se conhecida internacionalmente na década de 1990, pelas suas criações minimalistas monocromáticas em tecidos luxuosos. Depois de cinco anos de afastamento, a criadora alemã decidiu regressar ao mundo da moda, não para reassumir a direcção criativa da sua casa homónima, agora a cargo do designer Raf Simons, mas para ser consultora de design da Uniqlo, a marca japonesa que faz furor entre os jovens de meio mundo. A sua visão sóbria, atenta aos detalhes, tornou-se uma referência que ainda hoje é difícil de alcançar. Por isso, o seu regresso pelas mãos da Uniqlo não podia ser melhor. Ambas têm caminhos idênticos, todavia ainda não se tinham cruzado.

A colecção resultante desta parceria é bastante promissora: design Jil Sander a preços Uniqlo, que variam entre os 17 euros por uma camisa e os 100 euros por um casaco. Sob o mote “Open the Future”, a primeira colecção +J oferece design, qualidade e simplicidade para todos, porque para Jil Sander o “futuro está nos básicos”.

Jil Sander vendeu 75% da sua firma ao grupo Prada em 1999 e abandonou a direcção criativa em 2005, devido a desentendimentos com Patricio Bertelli. Jil Sander era demasiado perfeccionista para o presidente e CEO do grupo Prada, cujo principal objectivo era alcançar benefícios. A criadora alemã manteve-se low profile desde então, mas actualmente o seu destino parece passar pelo Japão.

http://www.uniqlo.com/plusj/jp/

Sem comentários: