quinta-feira, 19 de fevereiro de 2009

LE CORBUSIER – A ARTE DA ARQUITECTURA

Le Corbusier (1887-1965), um dos mais influentes arquitectos do século XX, foi também um célebre pensador, escritor e artista. A sua arquitectura e as suas ideias para reinventar o modo de vida moderno continuam a influenciar novas gerações de arquitectos.

Até ao dia 24 de Maio, a Barbican Gallery, em Londres, expõe “Le Corbusier — The Art of Architecture”, uma grandiosa mostra que apresenta uma série de maquetas originais, projectos de reconstruções de interiores, desenhos, mobiliário, fotografias vintage, filmes, tapeçarias, pinturas, esculturas e livros do próprio Le Corbusier. Em exibição estão também trabalhos importantes dos seus colaboradores e de artistas seus contemporâneos, tais como Charlotte Perriand, Jean Prouvé, Fernand Léger e Amédée Ozenfant.

A exposição mostra como o trabalho de Corbusier mudou radicalmente ao longo dos anos, desde as suas primeiras casas inspiradas no vernáculo regional da sua terra natal na Suiça, à arquitectura e interiores puristas pelos quais ele é mais conhecido, passando pelo seu traçado para Paris na década de 1920, pela mudança para formas orgânicas na década de 1930, pela síntese dinâmica conseguida entre a sua arte e arquitectura como exemplificado pela sua capela em Ronchamp (1950-55), até aos seus edifícios civis em Chandigarh, na Índia (1952-64).

Em destaque estão: uma monumental pintura mural, “Femme et coquillage IV” (1948), proveniente do seu escritório da Rues de Sèvres em Paris; uma reconstrução do seu Plano para Paris (1925); uma cozinha original da sua famosa “Unité d’habitation” em Marselha (1947-50); e maquetas originais de alguns dos seus projectos mais importantes.

Com esta grandiosa mostra, a Barbican Gallery salienta a ligação entre diferentes artes, acompanhando-a de um programa completo de concertos, filmes e palestras, incluindo um dia dedicado ao compositor Iannis Xenakis, que trabalhou como arquitecto no atelier de Le Corbusier. A exposição oferece também uma oportunidade única para observar a influência da arquitectura de Le Corbusier numa área da galeria, desenhada por Chamberlin, Powell e Bonn no final da década de 1950.


LE CORBUSIER

Charles-Edouard Jeanneret nasceu em 1887 em La Chaux-de-Fonds, na Suíça. Estudou Arte na sua cidade natal e depois estagiou por dois anos no estúdio parisiense de Auguste Perret. Viajou para a Alemanha, onde colaborou com nomes famosos da arquitectura naquele país, como Peter Behrens. Em Atenas, analisou o Partenon e outros edifícios da Grécia antiga e ficou impressionado com o uso da razão áurea pelos gregos clássicos. O livro "Vers une Architecture" mostra uma nova forma da arquitectura baseada em muitos edifícios antigos que incorporam a razão de ouro, uma proporção matemática considerada harmónica e agradável à visão.

Entre 1942 e 1948, Le Corbusier desenvolveu um sistema de medição que ficou conhecido por «Modulor». Baseado na razão de ouro dos gregos antigos, nos números do matemático Fibonacci e nas dimensões médias humanas (dentro das quais considerou 183 cm como altura standard), o Modulor é uma sequência de medidas proporcionais que divide equilibradamente o corpo humano e que Le Corbusier usou para encontrar harmonia nas suas composições arquitecturais e pictóricas. O Modulor foi publicado em 1950 e depois do seu enorme sucesso, Le Corbusier publicou, em 1955, o «Modulor 2».

Sem comentários: