quarta-feira, 15 de dezembro de 2010

132 5 - O NOVO PROJECTO DE ISSEY MIYAKE

A peça fica plana como uma panqueca, mas um suave puxão faz surgir uma enorme extensão de tecido, que se transforma, como por magia, num vestido escultura. Esta é a última criação do célebre designer de moda japonês Issey Miyake: dez formas geométricas bidimensionais básicas que se convertem em estruturadas camisas, saias, calças e vestidos.

O projecto, denominado 132 5, foi desenvolvido pela Miyake Reality Lab, uma equipa de pesquisa formada por Issey Miyake e pelos engenheiros têxteis Manabu Kikuchi e Sachinko Yamamoto, cujo principal objectivo é encontrar novas formas de estimular a produção criativa no Japão. A equipa usou um programa de modelação desenvolvido pelo cientista Jun Mitani - que cria estruturas tridimensionais dobrando papel - para desenhar as formas tridimensionais das peças de roupa, e posteriormente planificou-as em papel, com indicação das linhas de corte e dobras.

O nome 132 5 surgiu do próprio processo e cada número tem um significado especial. O 1 refere-se a uma peça única, o 3 à forma tridimensional, o 2 ao 2D, e o 5, separado por um espaço, traduz o tempo que as pessoas demoram para dar vida às peças de roupa a partir das formas dobradas.

Issey Miyake, actualmente com 72 anos, foi um mestre da moda de vanguarda. Desde as emblemáticas peças plissadas da sua colecção “Pleats Please” até às criações singulares da linha “A-POC”, o seu trabalho resulta da combinação da tecnologia futurista, pela qual o Japão é famoso, com a pureza da produção artesanal.

Em 1994, Issey Miyake entregou a direcção da sua marca a Naoki Takizawa, que entretanto foi sucedido por Dai Fujiwara, e desde então tem-se dedicado à investigação. Não é portanto de surpreende que a metamorfose de um pedaço de tecido de 2D para 3D seja a essência do seu novo projecto 132 5.

Sem comentários: