quinta-feira, 27 de novembro de 2014

SOMERSET HOUSE DE LONDRES PRESTA HOMENAGEM A GUY BOURDIN




Entre 27 de novembro de 2014 e 15 de março de 2015, a Somerset House, em Londres, presta homenagem ao influente e enigmático fotógrafo de moda Guy Bourdin, com a apresentação de "Guy Bourdin: Image-Maker". Uma grandiosa exposição que reúne mais de 100 impressões das suas fotografias mais conhecidas, assim como material inédito do seu espólio, como pinturas, desenhos, esboços e notebooks. As obras datam de 1955 a 1987, traçando o desenvolvimento artístico de Guy Bourdin, desde os seus primeiros dias em Paris até à sua fase mais "madura" em que aperfeiçoou a sua narrativa visual.

Guy Bourdin (1928-1991) foi um dos mais conhecidos fotógrafos de moda e publicidade da segunda metade do século XX. Partilhou o gosto pela controvérsia e estilização com o seu colega Helmut Newton, mas a ousadia e o poder narrativo das suas imagens ultrapassaram os limites da fotografia publicitária convencional. Destruindo expectativas e questionando limites, Bourdin criou um novo tipo de fotografia de moda. Criou narrativas complexas, singulares, misteriosas, por vezes repletas de violência, sensualidade, provocação, exotismo e surrealismo, e associou-as a artigos de moda. Trabalhou para as revistas Vogue e Harper´s Bazaar e fotografou campanhas publicitárias para as marcas Chanel, Issey Miyake, Emanuel Ungaro, Gianni Versace, Loewe, Charles Jourdan, Pentax, entre muitas outras.

Influenciado pelo seu mentor Man Ray, pelo fotógrafo Edward Weston, pelos pintores surrealistas Magritte e Balthus, e pelo realizador de cinema espanhol Luis Buñuel, Bourdin desenvolveu um estilo distinto de narrativa visual - recorrendo a iluminação teatral, composições gráficas e dramáticas e uma paleta cromática saturada - que continua a ser uma importante referência para as novas gerações de fotógrafos de moda.

Sem comentários: