quarta-feira, 2 de dezembro de 2009

OS BURGUESES APRESENTAM COLECÇÃO "JANE DOE IDENTIDADE DESCONHECIDA"

“Os Burgueses: uma ópera urbana” é o novo projecto dos jovens designers de moda Pedro Eleutério e Marina Pires. Trata-se de uma marca de moda, uma oficina e um espaço de intercâmbio que, em analogia ao passado da burguesia, traz consigo uma aspiração de revolução no presente contíguo à moda, às artes, ao pensamento, à industria e ao comércio.

Com colecções sazonais para homem e senhora, “Os Burgueses: uma ópera urbana” transpõe o espírito das óperas urbanas para a roupa, recriando, em cada estação, cada acto de uma ópera fictícia.

A primeira colecção será apresentada amanhã, dia 3 de Dezembro, no Spazio Dual, em Lisboa, pelas 20h00, e conta o primeiro acto de ”A Saga de Jane Doe”. Intitulada de “Jane Doe – Identidade Desconhecida”, a colecção conta a história do encontro de Jane Doe e Henry. “Henry descobre que Jane padece de uma rara doença onde a ausência de cor e a realidade fundem-se nas ilusões de uma pintura geometrizada. O encontro, nunca por coincidência, fá-los partir numa caminhada para a definição e, fá-los recriarem-se em novas identidades de si mesmos. A permanência de Jane na vida de Henry arrasta-se por entre as noites e algo em si começa a mudar. Os seus olhos começam a vislumbrar os tons primários do mundo... laivos de cor aparecem na sua visão e o tom soturno em que ambos viviam começa a ser pintado até à explosão de cor. Gera-se uma nova realidade! A desorganização mental passa a ter um sentido mas, neste contratempo, o amor que se denunciava a si mesmo, traz consigo a premonição do caos...”

Desta emocionante narrativa resultou uma colecção de silhuetas indefinidas, peças desencontradas e acessórios tridimensionais. Pedro Eleutério e Marina Pires recriaram peças básicas, trabalhando sobre formas geométricas (triângulo, quadrado, círculo) e cores primárias (amarelo, vermelho, azul), e prometem surpreender.

Esta é apenas uma das muitas histórias que os Burgueses têm para contar… Ficaremos atentos.

Sem comentários: