segunda-feira, 15 de dezembro de 2014

FRIDA GIANNINI E PATRIZIO DI MARCO DEIXAM GUCCI




A diretora criativa da Gucci, Frida Giannini, e o CEO, Patrizio di Marco, vão deixar a casa de moda italiana no início de 2015, anunciou o grupo Kering, liderado por François-Henri Pinault, no passado dia 12 de dezembro. Patrizio di Marco sai no dia 1 de janeiro, enquanto Frida Giannini permanece até ao final de fevereiro, deixando o seu cargo após apresentar a sua última coleção de senhora outono / inverno 15/16, na semana de moda de Milão. Um novo diretor criativo será nomeado "mais tarde", anunciou a marca em comunicado.

O percurso de Frida Giannini na casa italiana começou em 2002, quando se tornou diretora criativa da linha de acessórios da Gucci. Em 2005, assumiu a direção criativa da coleção de pronto-a-vestir e no ano seguinte sucedeu a Tom Ford, passando a supervisionar todas as linhas da marca italiana.

“Quero agradecer a Frida a sua paixão, dedicação e contribuição para a história da Gucci", dizia o comunicado enviado por François-Henri Pinault. "Foi a única diretora criativa da Gucci a permanecer na casa durante quase uma década. Este é um fato verdadeiramente notável, considerando o enorme nível de responsabilidade que requer o exercício de supervisão de todos os aspetos do produto e da imagem de uma marca global. Estou-lhe verdadeiramente grato pelas suas realizações, pela criatividade e paixão que sempre incutiu ao seu trabalho.”

Patrizio Di Marco deixa o seu cargo como CEO da empresa após seis anos de dedicação e será sucedido por Marco Bizzarri, anterior diretor geral da divisão "Luxe - Couture & Maroquinerie" da Kering. "Foi um prazer trabalhar com Patrizio nos últimos anos", afirmou François-Henri Pinault. "O lucro obtido pela Gucci sob seu mandato confirma o seu sucesso, além disso a sua visão estratégica, paixão, dedicação e carisma foram essenciais para levar a Gucci onde está hoje. Quero agradecer-lhe e desejar-lhe o melhor para os seus projetos futuros".

Sem comentários: