quarta-feira, 20 de novembro de 2013

EXPOSIÇÃO “ISABELLA BLOW: FASHION GALORE!” INAUGUROU NA SOMERSET HOUSE DE LONDRES


Até 2 de março de 2014, a Somerset House, em Londres, em parceria com a Isabella Blow Foundation e a Central Saint Martins, apresenta “Isabella Blow: Fashion Galore!”, uma grandiosa exposição que reúne mais de uma centena de peças da extraordinária coleção de moda e chapéus de Isabella Blow, atualmente pertencente a Daphne Guinness. Em exibição estão centenas de criações de muitos talentos descobertos e lançados pela própria Isabella, como Alexander McQueen, Philip Treacy, Hussein Chalayan e Julien Macdonald, entre muitos outros.

Isabella Blow iniciou a sua carreira no início da década de 1980, como assistente de Anna Wintour na Vogue USA. Depois do marcante trabalho para a Conde Nast e com um savoir faire ímpar, foi nomeada diretora de moda do jornal The Sunday Times. Colaborou também com as revistas Visionaire e The Face e foi consultora das marcas DuPont Lycra, Lacoste e Swarovski. Trabalhou com grandes fotógrafos como Steven Meisel, David LaChapelle e Sean Ellis. Partilhou a direção da revista Tatler com Geordie Greig e tornou-se uma das maiores autoridades da moda britânica.

Isabella Blow projetou numa multidão a sua excentricidade e sensibilidade punk. Era raramente vista sem um chapéu de Philip Treacy, lábios vermelhos e um look ousado. Teve um papel fundamental na descoberta e progresso das carreiras de designers como Alexander McQueen, Stella Tennant e Philip Treacy, assim como das modelos Sophie Dahl e Stella Tennant. “Tinha uma capacidade especial para captar a sensibilidade dos jovens talentos. Provinha de uma família aristocrática mas possuía um coração punk e rebelde. Antepunha o talento ao êxito económico... O seu olhar singular sobre tudo inspirou muitos designers e criativos”, afirmou Philip Treacy aquando da trágica morte de Isabella, em 2007.

Atual detentora da coleção de Isabella Blow, Daphne Guinness declara: "Isabella tornou o nosso mundo mais vivo... Quando visitei o lugar onde estavam armazenadas as suas peças, em South Kensington, tornou-se óbvio que um legado assim poderia ter imenso valor para muitas pessoas. Acredito que tomámos a decisão certa ao exibir todas essas peças (ao invés de as leiloar na Christie's). Estou a fazer isto em memória de uma amiga querida, esperando que o seu legado possa ajudar e inspirar as futuras gerações de designers".

Se pretende visitar Londres nos próximos meses, não deixe de ver “Isabella Blow: Fashion Galore!”



Sem comentários: