quarta-feira, 30 de setembro de 2009

LANÇAMENTO DE DVD “LAGERFELD CONFIDENCIAL” NO MUDE

“Lagerfeld Confidencial”, o documentário sobre o célebre criador de moda Karl Lagerfeld, com realização e argumento de Rodolphe Marconi, vai ser lançado em DVD na próxima sexta-feira, dia 2 de Outubro, às 19h00, no MUDE - Museu do Design e da Moda - em Lisboa. O filme será apresentado por Bárbara Coutinho, directora do MUDE, pelo coleccionador Francisco Capelo, que falará sobre a faceta de coleccionador de Karl Lagerfeld, e por Eduarda Abbondanza, directora da ModaLisboa, que apresentará o “Kaiser” enquanto criador de moda.

A apresentação será seguida da projecção de um excerto do filme que inaugura a colecção Cinema e Moda da Midas Filmes.


Criador de moda, fotógrafo, pintor, amante de cinema, perito em arte, coleccionador de livros e peças de design, Karl Lagerfeld é um artista visionário e eclético, capaz de deixar a sua marca de elegância e excelência em diversas áreas. Mas quem se esconde realmente sob este personagem tão peculiar, que é considerado um dos criadores de moda mais influentes do século XX?

O director criativo da casa Chanel recusou em muitas ocasiões responder a esta pergunta e nunca tinha falado da sua vida privada até à realização de “Lagerfeld Confidencial”. Durante cerca de 87 minutos, Rodolphe Marconi desvenda o mistério Lagerfeld com respeito, admiração, discrição e sensibilidade. Após três anos e mais de trezentas horas de filmagens, o realizador revela o dia-a-dia da estrela, cujo sonho de infância era “Ler tudo, saber tudo e entender tudo”, um sonho alimentado em Hamburgo onde cresceu e nasceu em 1938, e reforçado pela paixão que sentia pela arte francesa do século XVIII, pela história, arquitectura, música e literatura.

Karl Lagerfeld começou a interessar-se por moda aos 14 anos quando foi estudar para Paris. Em 1955, após ter ganho o 1º prémio de um concurso promovido pelo Secretariado Internacional da Lã, foi contratado por Pierre Balmain. Três anos mais tarde, com apenas 20 anos, entrou na casa Patou como director artístico. Em 1964, desiludido com a Alta-Costura, deixou Paris e foi estudar História da Arte em Itália. Mas a sua paixão pela moda foi mais forte e Lagerfeld voltou, trabalhando como designer freelancer para as casas Chloé, Krizia e Valentino, e para o fabricante de sapatos Charles Jourdan. Em 1967 passou a integrar a equipa da Fendi como consultor de design. Em 1983 tornou-se director da casa Chanel, encarregando-se desde então de renovar os desenhos de Coco Chanel, adaptando-os com seu “savoir faire” à mulher actual. Em 1984 lançou a primeira colecção com o seu nome.

Durante o documentário “Lagerfeld Confidencial” ficamos a conhecer o criador de moda, mas também o fotógrafo, o pintor, o coleccionador… O filme mostra ainda o Lagerfeld provocador, que foi polémico em mais do que uma ocasião. Há uns anos decidiu perder 36 quilos para poder vestir a colecção de Hedi Slimane. "De repente quis vestir-me diferente, usar roupas desenhadas por Hedi Slimane. Mas esta roupa, modelada para rapazes muito, muito magros, e não por homens da minha idade, requeria que perdesse pelo menos 36 quilos. E perdi-os em exactamente treze meses", afirmou.

Excentricidades à parte, Karl Lagerfeld passará à história como um grande nome do mundo da moda, seja pelas suas criações ou pela sua atitude.

Sem comentários: