quinta-feira, 16 de setembro de 2010

O MINIMALISMO DE JOHN PAWSON

"The father of modern architectural minimalism" - New York Times

A partir do próximo dia 22 de Setembro, o Design Museum, em Londres, apresenta “Plain Space”, a maior exposição de trabalhos do arquitecto inglês John Pawson, um dos nomes mais célebres da corrente minimalista da arquitectura e do design de produto.

A actual corrente minimalista da arquitectura retoma em parte as ideias dos arquitectos modernistas que, a partir da primeira metade do século XX, criaram movimentos como a Bauhaus. Eles apelavam ao fim dos ornamentos – que até então sinalizavam a elegância das construções e o poder aquisitivo dos seus proprietários – e a supremacia da função sobre a forma. "Menos é mais", decretou Mies van der Rohe. Os minimalistas de hoje, como John Pawson, combatem os “excessos” dos movimentos pós-modernismo e high-tech, propondo um regresso à simplicidade. As fachadas e os ambientes são reduzidos aos seus elementos básicos. São suprimidos ornamentos, móveis volumosos e objectos supérfluos. Valorizam-se os espaços abertos para criar impacto com a incidência da luz sobre eles. John Pawson é especialmente conhecido pelos seus interiores austeros mas luxuosos, assim como pelos seus clientes famosos e o seu livro “Minimum”.

“Plain Space” celebra a carreira de John Pawson com maquetas, filmes, fotografias e elementos arquitectónicos e inclui alguns dos seus mais importantes projectos, como o Mosteiro de Nossa Senhora de Nový Dvůr, na República Checa, e a loja da Calvin Klein na Madison Avenue, em Nova Iorque. No centro da exposição está uma grandiosa instalação à escala real desenhada por Pawson, que proporcionará aos visitantes uma total imersão na sua obra.

O site Plain Space http://www.plainspace.co.uk/ foi projectado para acompanhar a exposição, que ficará em exibição até Janeiro de 2011.

Sem comentários: