terça-feira, 3 de maio de 2016

GRAND PALAIS EXPÕE OBRA DE AMADEO DE SOUZA-CARDOSO




Até 18 de julho de 2016, o Grand Palais, em Paris, apresenta uma grandiosa retrospetiva da obra de Amadeo de Souza-Cardoso (1887-1918), a primeira dedicada ao artista Português desde 1958. Em exibição estão cento e cinquenta obras de Amadeo de Souza-Cardoso e dos seus amigos próximos Modigliani, Brancusi e o casal Delaunay.

Organizada pela Réunion des Musées Nationaux et du Grand Palais des Champs-Élysées, com apoio da Fundação Calouste Gulbenkian, a retrospetiva é comissariada por Helena de Freitas e marca os 50 anos da Gulbenkian na capital francesa. Seguindo um percurso cronológico e temático, reúne pinturas, desenhos, gravuras, fotografias e 52 documentos de arquivo que revelam os temas que inspiraram o trabalho do artista: natureza, objetos, animais, instrumentos musicais, tradições populares.

Amadeo de Souza-Cardoso era um artista multifacetado, cuja obra cruzou vários movimentos artísticos do século XX - impressionismo, cubismo, futurismo, abstracionismo - tendo sido considerado pelo crítico de arte norte-americano, Robert Loescher, "um dos segredos mais bem guardados do início da arte moderna".

Embora tenha morrido com apenas 30 anos, Amadeo de Souza Cardoso deixou uma obra singular, que é agora homenageada em Paris.

Sem comentários: