quinta-feira, 29 de maio de 2014

“ADRIANA BARRETO - EXTENSÕES DO CORPO”



Até 20 de julho, está patente na Biblioteca Municipal Almeida Garrett, no Porto, a terceira exposição em Portugal do trabalho da artista brasileira Adriana Barreto, que regressa às suas questões fundamentais sobre o corpo e a forma como ele se ajusta e gera espaço. A mostra intitula-se “Extensões do corpo” e inclui um trabalho videográfico, fotografias e uma intervenção performativa.

O trabalho videográfico nasceu de uma performance sem público, realizada no ateliê da artista com a colaboração de uma bailarina profissional. O resultado é uma sequência de gestos circulares em torno de um conjunto de esculturas esféricas mas cheias de irregularidades e de imperfeições resultantes do seu manuseamento, que faziam agarrar o corpo ao solo.

Durante as filmagens do trabalho anterior foram feitas várias fotografias que são agora apresentadas em dois formatos distintos. Em pequeno formato surgem imagens de conjunto, frequentemente vistas aéreas, que evocam o imaginário anónimo da fotografia da dança moderna. Em grande formato surgem fragmentos rodados no espaço, que aludem aos universos de Man Ray, Kertesz ou Steichen, num permanente jogo de aproximação e distanciamento.

A intervenção performativa consiste numa versão modificada da performance apresentada no vídeo, complexificada com o aumento de intervenientes, a diluição entre o espaço da ação e o do espetador, dubiamente convidado a participar, e a multiplicação do espaço resultante da utilização de superfícies espelhadas de grandes dimensões.

Tudo isto para ver até 20 de julho na Biblioteca Municipal Almeida Garrett, no Porto. A entrada é livre.



Sem comentários: