quarta-feira, 21 de maio de 2014

EXPOSIÇÃO “OS ICONOCLASTAS ANOS 80” INAUGURA AMANHÃ NO MUDE


Amanhã, 22 de maio, o MUDE – Museu do Design e da Moda, Coleção Francisco Capelo, em Lisboa, celebra o seu 5º aniversário e inaugura a nova exposição “Os Iconoclastas Anos 80”, que apresenta uma seleção de peças de moda e design dessa década revolucionária na criatividade e na liberdade de expressão.

Gestos Transgressores, Piratas e Piratarias, Silhuetas Singulares, Ultrarromânticos, Tradição Renovada, As Artes no Exercício do Design, Novos Paradigmas são os sete núcleos que compõem esta mostra e onde estão reunidas criações emblemáticas de grandes nomes da moda e do design de produto das últimas décadas do século XX: Anish Kapoor, Vivienne Westwood e Malcolm McLaren, John Galliano, Dan Friedman, Tom Dixon, Ron Arad, Thierry Mugler, Claude Montana, Gaetano Pesce, Alessando Mendini, Michele de Lucchi, Romeo Gigli, Kenzo, Ettore Sottsass, Garouste & Bonetti, Pedro Silva Dias, Michael Graves, Christian Lacroix, Tomás Taveira, Grès, Yves Saint-Laurent, Romeo Gigli, Kenzo, Eduardo Souto Moura, Jean-Charles de Castelbajac, Manuela Gonçalves, Issey Miyake, Comme des Garçons, Andrea Branzi, entre outros.

O percurso expositivo começa com uma peça representativa de Vivienne Westwood e Malcolm McLaren, de 1977, e é pontuado por peças singulares da década de 1990 que representam bem a subversão das formas e dos pressupostos só possível pelos anos de experimentalismo e pesquisa da década anterior.

“Os Iconoclastas Anos 80” estará patente até 31 de agosto.



FOTOS:
1 - Vestido túnica com pintura Mao Tsé-Tung de Jean-Charles de Castelbajac, 1986
2 - Cadeira “Green Street” de Gaetano Pesce, 1984, produção Vitra

Sem comentários: