segunda-feira, 23 de novembro de 2009

CALENDÁRIO PIRELLI 2010 POR TERRY RICHARDSON

O Calendário Pirelli 2010 tem como tema o Brasil e como fotógrafo convidado Terry Richardson, o famoso “enfant terrible” conhecido pela sua visão humorada, trágica, muitas vezes bela, sempre provocante e por vezes chocante.

Nas 30 imagens alusivas aos meses de 2010, Terry Richardson retrata um regresso a um Eros puro e divertido para troçar das convenções. Através da sua lente, persegue fantasias e provocações, mas com uma simplicidade que modela e captura o lado mais claro e brilhante da feminilidade. Retrata uma mulher natural, que joga com estereótipos para os desfazer e que faz da ironia o único véu com que se cobre. É um regresso às atmosferas naturais e autênticas dos anos 1960 e 1970 e uma homenagem às primeiras edições do calendário, fotografadas por Robert Freeman (1964), Brian Duffy (1965) e Harry Peccinotti (1968 e 1969).

Terry Richardson, tal como os seus antecessores, optou por fotografias simples, sem retoques, onde a naturalidade prevalece sobre a técnica e se torna a chave para remover os excessos que estão tão em voga hoje em dia. Richardson retrata figuras sem artifícios, removidas de contextos complicados e artificiais impostos pelas tendências da moda. O cenário não contém fundos grandiosos ou encenações, seguindo a linha de simplicidade do fotógrafo e o seu foco no essencial. “Um grande fotógrafo,” diz Richardson, “captura o momento – é por isso que eu fotografo sem equipamento extra e sem assistentes.”

“A minha técnica é a ausência de técnica: a lente é o meu olho, o meu carisma, a minha capacidade de capturar momentos de verdade, sejam eles quais forem, ângulos de imagem, uso da cor, luz, cenário – esses sempre foram os aspectos essenciais da minha arte fotográfica.”

Onze modelos aparecem na 37ª edição do Calendário Pirelli: Catherine McNeil, Abbey Lee Kershaw e Miranda Kerr da Austrália, Eniko Mihalik da Hungria, Marloes Horst da Holanda, Lily Cole, Daisy Lowe, e Rosie Huntingdon do Reino Unido, Georgina Stojilijtoric da Sérvia e duas naturais do Brasil, Gracie Carvalho e Ana Beatriz Barros.

Seja qual for o meio que utiliza, Terry Richardson continua a provar que é um verdadeiro American Original.

Sem comentários: