quinta-feira, 5 de novembro de 2009

WARHOL TRIO

“A Warhol Trio: Photos, Prints and Silver Clouds” é o nome da exposição que está patente, até ao próximo dia 11 de Dezembro, no SCAD Museum of Art, em Savannah, nos Estados Unidos.

“A Warhol Trio” apresenta aproximadamente 150 fotografias de Andy Warhol, recentemente doadas ao museu pela Andy Warhol Foundation for the Arts. 100 polaroids e 50 impressões abrangem os últimos anos da obra fotográfica do artista pop mais influente do século XX (década de 1970 e início de 1980) e demarcam os seus métodos de trabalho e percepções visuais.

As polaroids, usadas como base das suas pinturas, impressões, ou ambas, apresentam crianças e algumas celebridades como o artista Keith Haring, o jogador de futebol Pele, e a modelo Bianca Jagger. Outras são naturezas mortas que mais tarde deram origem a impressões de larga escala e pinturas em diferentes cores.

Estas obras são complementadas com a instalação “Silver Clouds” que recria a instalação que Warhol apresentou em 1966 na New York gallery. Cem almofadas em Mylar prateado insufladas com hélio, a que Warhol chamou “floating sculpture”, ocuparam então o espaço da galeria, com as suas superfícies espelhadas a reflectir as obras de arte, paredes e espectadores, como parte de um trabalho interactivo. Criada em parceria com o Warhol Museum, na Pennsylvania, a nova instalação de “nuvens prateadas” resulta de uma imaginativa fusão de arte e tecnologia.

“A Warhol Trio: Photos, Prints and Silver Clouds” expõe as três vertentes do trabalho do mestre da Pop Art, imergindo os espectadores no mundo da Silver Factory de Warhol, desde as pequenas polaroids e fotografias momentâneas às icónicas impressões coloridas de larga escala e a escultural “Silver Clouds”.


O ICÓNICO ARTISTA POP

Andy Warhol (1928 E.U.A.; 1987 Nova Iorque) estudou no célebre Instituto de Tecnologia Carnegie, a actual Carnegie Melon University, em Pittsburgh, Estados Unidos. Terminou a licenciatura com uma menção honrosa em desenho, indo viver para Nova Iorque em Junho de 1949, à procura de emprego como artista comercial.

Começou por desenhar sapatos para a revista Glamour, mas os seus primeiros desenhos tiveram de ser refeitos devido às suas claras sugestões sexuais. Passou a desenhar anúncios para as revistas Vogue e Harper's Bazaar, assim como capas de livros e cartões de visita. Em Junho de 1952 apresentou a sua primeira exposição na Hugo Gallery – “15 Desenhos baseados nos escritos de Truman Capote” - que foi um sucesso não só comercial como artístico. Em 1961 realizou a sua primeira obra em série usando as latas da sopa Campbell's como tema, continuando posteriormente com as garrafas de Coca-Cola e as notas de Dólar. Reproduziu continuamente as suas obras, com diferenças entre as várias séries, tentando tornar a sua arte o mais industrial possível, usando métodos de produção em massa. Estas obras foram inicialmente expostas em Los Angeles, na Ferus Gallery, depois em Nova Iorque, na Stable Gallery. Em 1963 inaugurou o seu atelier permanente - The Factory – e passou a usar pessoas universalmente conhecidas, em vez de objectos de uso massificado, como temas do seu trabalho. De Jacqueline Kennedy a Marilyn Monroe, passando por Mao Tse-tung, Che Guevara ou Elvis Presley. A técnica baseava-se em pintar grandes telas com fundos - lábios, sobrancelhas, cabelo - berrantes, transferindo por serigrafia fotografias para a tela.

Em 1963 começou a realizar filmes experimentais, propositadamente muito simples e bastante aborrecidos, como um dos seus primeiros, Sleep, que se resumia à filmagem durante oito horas seguidas de um homem a dormir, ou Empire, que filmou o Empire State Building do nascer ao pôr do sol. Os filmes tornaram-se progressivamente mais sofisticados, começando a incluir som e argumento. O Chelsea Girls, de 1966, que mostra duas fitas lado a lado documentando a vida na Factory, foi o primeiro filme underground a ser apresentado numa sala de cinema comercial.

Após 1968, dedicou-se a criar a revista Interview, a apoiar jovens artistas em início de carreira, a escrever livros - a sua autobiografia The Philosophy of Andy Warhol (From A to B and Back Again) foi publicada em 1975 -, e a apresentar dois programas de TV. A sua pintura voltou-se para o abstraccionismo e o expressionismo, criando a série de pinturas Oxidation.

Andy Warhol morreu em 1987, mas a sua influência perdura até hoje.

SCAD Museum of Art
Savannah College of Art and Design
Kiah Hall
227 Martin Luther King Jr. Blvd.
Savannah, GA 31401 USA

Sem comentários: