quarta-feira, 16 de novembro de 2011

“MUTA”: O SEGUNDO CAPÍTULO DA SÉRIE MIU MIU “WOMEN’S TALES”

Miu Miu volta a fazer cinema para contar a história das suas mulheres. Depois da opulenta e onírica película de Zoe Cassavetes, “The Powder Room“, a marca italiana apresenta a segunda curta-metragem da série “Women’s Tales”, desta vez dirigida pela aclamada cineasta argentina Lucrecia Martel. “Muta” (do inglês mute e mutation, algo que se transforma, que muda) mostra o lado misterioso das mulheres Miu Miu a bordo de um navio ancorado num mar tropical, numa encenação que varia entre paixão e intriga.

Enquanto desponta a aurora, uma elegante tripulação de mulheres, vestidas com magnificência, surge, como insectos, das escotilhas, com o rosto meio escondido. Movem-se com elegância, usando vestidos em tons de coral, preto e branco, com silhuetas anos 40, decotes profundos nas costas, mangas longas, bordados a lantejoulas com aves e motivos florais. Pochettes de pelica ou pele de camurça castanha ganham vida, frementes de expectativa. Por trás dos óculos escuros em tartaruga da colecção Miu Miu Noir Sunglasses, os pestanejos de cílios postiços desvendam uma nova linguagem que salienta este oculto mundo imaginário. Encerradas a bordo do luxuoso navio modernista, as crisálidas femininas preparam-se para a sua estranha metamorfose, símbolos de evolução, transcendência e evasão da materialidade e do efémero.

Esta original película de Lucrecia Martel é uma reflexão pessoal sobre o poder de transformação da feminilidade, no centro da obsessão de Miu Miu. “Muta” será seguida por outras duas curtas-metragens, a anunciar brevemente.

Sem comentários: