terça-feira, 16 de Junho de 2009

TELHADOS VERDES

Ecologia, economia e estética. Os Telhados Verdes, ou “Green Roofs” como são mundialmente conhecidos, são uma forte tendência em arquitectura e, sem dúvida, um novo modo de viver e de avivar a cobertura dos edifícios das grandes cidades, onde os espaços verdes são cada vez mais exíguos ou inexistentes. Plantar diferentes tipos de vegetação nos telhados dos edifícios ajuda o ecossistema, reduz a poluição nos grandes centros urbanos, e traz mais harmonia e bem-estar aos moradores.

Os Telhados Verdes são uma tendência cada vez mais visível em grandes metrópoles como Nova Iorque, Vancôver, Tóquio, Singapura e Toronto. Nesta última cidade canadense foi criado um plano de incentivo aos Telhados Verdes, que inclui a sua instalação tanto em prédios já existentes como nos que serão construídos, com o intuito de alcançar 50% a 75% de abrangência.

Além de melhorar consideravelmente a vista panorâmica das grandes cidades, os Telhados Verdes apresentam inúmeras vantagens para o meio ambiente, e especialmente para a qualidade de vida humana.

Os Telhados Verdes melhoram as condições térmicas e acústicas do edifício, tanto no Inverno como no Verão. Estudos de bioclimatismo indicam que, com o uso de coberturas vivas, é possível melhorar em 30% as condições de temperatura no interior do edifício, sem recorrer a sistemas de climatização ou ar condicionado artificiais.

Estes telhados também ajudam a manter a humidade relativa do ar constante e formam um microclima em torno da edificação. Um estudo realizado pela Universidade de Ryerson, em Toronto, concluiu que a cobertura vegetal de 8% dos telhados da cidade geraria uma economia de mais de 300 milhões de dólares em custos como manutenção pluvial, transbordo de esgotos, contenção de energia e redução das ilhas de calor.

Trata-se, sem dúvida, de uma forma criativa e ecológica de desfrutar dos telhados dos edifícios e de aumentar os espaços verdes dos grandes centros urbanos.


FOTOS: Singapura (à esquerda); Tóquio (à direita)

Sem comentários: