terça-feira, 13 de abril de 2010

RETROSPECTIVA YVES SAINT LAURENT

Um criador de moda genial de um lado, um homem secreto do outro. O mito Yves Saint Laurent continua a fascinar e as suas memoráveis criações a serem tema de várias exposições. Até 28 de Agosto, o Petit Palais, em Paris, apresenta uma grandiosa retrospectiva do trabalho daquele que foi um dos mais importantes nomes da Alta Costura do século XX. A mostra abrange 15 capítulos da sua carreira, desde os seus primeiros trabalhos para a casa Christian Dior até à sua última colecção, em 2002. No total, estão em exibição mais de 307 peças de Alta Costura e pronto-a-vestir, assim como vários filmes, obras de arte e fotografias.

Yves Saint Laurent marcou a história da Moda com criações emblemáticas como o vestido de linha trapézio, que impulsionou a sua carreira, os modelos com motivos geométricos, as botas de cano acima do joelho, o estilo safari, as transparências (lançadas em 1968), o casaco de couro, a blusa com laçada, o fato de duas peças. Mas a sua grande marca revolucionária foi, sem dúvida, o "smoking" feminino, apresentado pela primeira vez em 1966, com uma blusa transparente e calças masculinas. A liberdade oferecida por Chanel ganhou mais força com este novo vestuário, que se tornou símbolo de uma nova atitude feminina e passou a integrar todas as colecções do criador. “Se Chanel liberou as mulheres, Saint Laurent deu-lhes o poder com roupas de homens”, afirmou Pierre Bergé. Yves Saint Laurent foi também o primeiro criador de moda a popularizar o Prêt-à-Porter, em 1966, na sua loja Rive Gauche, em Paris.

No início da carreira, Yves Saint Laurent recorreu ao estilo sóbrio e ao negro, até que, numa viagem a Marraquexe, se deixou conquistar pelas cores que dominariam algumas das suas colecções, como Picasso (1979), Matisse (1981) e Van Gogh (1988). Em 1999, o grande mestre vendeu os direitos da sua marca ao grupo Gucci, cedendo os direitos da sua colecção Rive Gauche, perfumes, cosméticos e acessórios.

Em Janeiro de 2002, depois de 40 anos de sucessos, incluindo 70 colecções de Alta Costura, Yves Saint Laurent disse adeus às passerelles, apresentando no Centro Georges Pompidou, em Paris, um desfile retrospectivo das suas criações.

Sobre o seu trabalho, Yves Saint Laurent afirmou outrora: "A roupa mais bonita para vestir uma mulher são os braços do homem que ela ama. Para as que não tiveram essa felicidade, eu estou aqui."

Yves Saint Laurent morreu em Paris, a 1 de Junho de 2008.

http://www.yslretrospective.com/


Visite a exposição retrospectiva com Pierre Bergé, parceiro de Yves Saint Laurent durante vários anos, no vídeo abaixo.







Sem comentários: