segunda-feira, 24 de janeiro de 2011

ARMANDO CABRAL E KALAF ANGELO APRESENTAM PACK LIGHT #01

Depois de lançar uma marca de sapatos para homem com o seu nome, o modelo guineense Armando Cabral apresenta um novo projecto de moda em parceria com o músico Kalaf Angelo, intitulado Pack Light Pop-Up Shop. Em exibição de 4 a 6 de Fevereiro no espaço Fabrico Infinito, ao Príncipe Real, em Lisboa, a primeira edição de Pack Light reúne 10 peças essenciais ao guarda-roupa masculino, que vão de encontro ao conceito "Less is More" e que a dupla considera serem especiais pela qualidade e beleza dos seus pormenores. Procurando o raro, o novo, e valorizando a tradição, Armando Cabral e Kalaf exploram vários aspectos do vestuário masculino, para apresentar o seu sentido de estilo.

“Mais do que uma Pop Up Store, sentimos a necessidade de criar uma plataforma onde pudéssemos expor os produtos que admiramos e que vamos reunindo ao longo das nossas viagens. Olhámos para as brands, fossem elas grandes ou pequenas, e para as pessoas que as consumiam, pois é nas narrativas singulares de cada um que queremos entrar. Focámo-nos no vestuário masculino, mas porque valorizamos os produtos para além da sua estética, porque admiramos como são feitos, quem os cria e a motivação que emprega, também nos centrámos nas ideias por detrás de cada uma das peças escolhidas e na forma como nos relacionamos com estas. Pack Light não é só um lifestyle; é a cultura da qual fazemos parte. As peças reunidas nesta primeira edição reflectem quer um estado de espírito em relação à moda quer a atitude que carregamos no nosso quotidiano, muito depois das luzes se apagarem, na manhã seguinte, quando enfrentamos o dia”, explicam Armando Cabral e Kalaf.

Não deixe de visitar a Pack Light Pop Up Store, nos próximos dias 4, 5 e 6 de Fevereiro, das 12h às 19h, no espaço Fabrico Infinito (Rua D. Pedro V, 74 – Lisboa).

http://www.packlighteditions.com/

FOTO E VÍDEO:
Fotografia: Frederico Martins
Styling: Paulo Gomes Modelos: Luís Borges, Fernando Cabral, Mauro Lopes e Hélio Morais.


Sem comentários: