quinta-feira, 17 de julho de 2008

HOMENAGEM A DORIAN LEIGH

A americana Dorian Leigh, considerada a primeira top model do mundo, morreu no passado dia 7 de Julho, na Virgínia, nos Estados Unidos, aos 91 anos.

Dorian Elizabeth Leigh Parker foi a modelo mais importante da década de 1940. A sua imagem escultural e aristocrática apareceu nas capas das mais importantes revistas de moda do mundo, como Vogue, Harper's Bazaar e Look.

Dorian Leigh trabalhou como modelo entre as décadas de 1940 e 1960, quando decidiu retirar-se para abrir a sua própria agência de modelos, em Paris. Durante essas duas décadas, vestiu as criações das maiores casas de Alta Costura do momento, posou para fotógrafos tão conceituados como Irving Penn e converteu-se na imagem da Revlon através da objectiva de Richard Avedon. Diz-se inclusivamente que serviu de inspiração ao seu amigo Truman Capote para a personagem Holly Golightly, interpretada por Audrey Hepburn no filme “Breakfast at Tifanny's”.

A sua vida pessoal foi tão preenchida como a profissional. Casou quatro vezes, teve cinco filhos, escreveu livros de cozinha e dirigiu vários restaurantes em França. Em 1980, publicou a sua autobiografia, “The Girl Who Had Everything”. Foi ela quem recomendou a sua irmã mais nova, a também mundialmente famosa Suzy Parker, à agência de modelos Ford, para a qual trabalhava. Em 1997, a fundadora dessa agência, Eileen Ford, afirmou em entrevista à revista The Free Lance-Star, que Leigh tinha sido "a melhor modelo do seu tempo".

Sem comentários: